Escolha uma Página

Desde que a adaptação do autobiografia de Nico Walker foi anunciada, confesso que minha curiosidade aguçou. Afinal, ver Tom Holland, neste papel, pelo menos para mim, seria bater o martelo que ele pode ser muito mais, que só o Homem-Aranha. E o que pude comprovar, com a estreia do filme no Apple TV+ é que ele pode voar, e muito.

Assim como o título da obra, no longa, acompanhamos toda a inocência de Cherry sendo perdida, ao longo das duas horas e trinta minutos de filme.

Contextualizando, ‘Cherry’ acompanha a trajetória do personagem que da nome ao título, desde a descoberta do amor verdadeiro em uma universidade estadual, sua passagem pelo exército americano, seu transtorno pós traumático, seu mergulho nas drogas, e por fim sua vida no crime.

Se as horas de filme podem ser um ponto negativo, o conjunto da obra é uma pedida entorpecente. Contada como se fosse de fato um livro, em capítulos épicos e pesados, a obra de divide em duas partes, guerra e pós-guerra, vemos Cherry quebrando a quarta parede e se conectando diretamente com o espectador, e é nesse momento que nos hipnotizamos com cada detalhe.

Já falei isso no início, mas sim a atuação de Tom Holland precisa ser enaltecida, e é de longe seu melhor trabalho, sua presença é feroz, com seus músculos contraídos, e sua ansiedade se reflete na nossa, ele consegue ser vários em um só. Desde o rapaz doce e inocente que se apaixona pela colega de faculdade Emily, O soldado desesperado que viu os amigos morrerem na sua frente, até o viciado que escolhe roubar para suprir seus vícios. Contudo, Ciara Bravo não fica para trás. A atriz é igualmente brilhante e desesperadora na mesma medida.

‘Cherry’ é um relato explosivo, de um país que luta para imaginar como o sofrimento que causa a tantos, poderia ser tão evidente quanto o sucesso que permite a alguns escolhidos. E os irmão Russo não são nem um pouco sutis em mostrar isso!

‘Cherry’ é um filme sincero e visceral, que procura mostrar algum tipo de redenção de seu protagonista, mesmo que no livro, o final se mostre um pouco diferente; acredito que para mostrar que para os indivíduos, sempre há a chance de se redimir e encontrar a luz.

Definitivamente, um dos melhor que vi este ano.

Cherry já está disponível no Apple TV+

LEIA MAIS SOBRE FILMES