CONHEÇA A HISTÓRIA DOS HERÓIS DA OVERWATCH NA PARTE 3 DO NOSSO ESPECIAL!

Overwatch foi lançado há um ano pela Blizzard e se tornou um fenômeno mundial, tendo nesses 365 dias mais de 30 milhões de jogadores ativos e uma tonelada de uma história que não para ser explorada pela desenvolvedora em novos eventos, curtas, quadrinhos, entre muitas mídias.

Comemorando de uma forma especial essa data, nós do Coxinha Nerd resolvemos fazer uma série de posts especiais durante a semana para comemorar esse feito de Overwatch, contando de uma forma melhor toda a história de todos os heróis do game. No post de hoje, continuamos com nossa terceira parte, falando dessa vez dos heróis Tanque. Confira:

D.VA:

Nome verdadeiro: Hana Song, Idade: 19
Ocupação: Gamer profissional (anteriormente), piloto de Mecha, Base de Operações: Busan, Coréia do Sul
Afiliação: MEKA (Exército coreano de exo-força móvel).

Vinte anos atrás, a Coréia do Sul foi atacada por um ômnico monstruoso que surgiu das profundezas do Mar da China Oriental. O construto enorme causou danos catastróficos às cidades costais antes de ser forçado a recuar para debaixo das ondas. Em resposta, o governo da Coréia do Sul desenvolveu uma unidade drone blindada e mecanizada, chamada de MEKA, para proteger ambientes urbanos em combates futuros com a ameaça ômnica.

Os medos do governo se mostraram bem fundados à medida que um padrão de ataques perturbador surgiu. A cada determinado número de anos, a monstruosidade se levantava do mar para atacar a Coréia do Sul e seus vizinhos. O ômnico aprendia com cada ataque, sempre se reconfigurando em uma forma diferente e aparecendo com novas armas e funcionalidades. Cada incidente terminava em um impasse, com a monstruosidade derrotada, porém não destruída.

Com o ômnico sempre se adaptando, ele eventualmente conseguiu interferir com o controle de drones da rede MEKA, forçando os militares a colocarem pilotos nos mechas. Com dificuldades para achar candidatos apropriados, o governo recorreu aos jogadores de videogames profissionais, que tinham os reflexos e instintos necessários para operar os sistemas avançados das armas dos mechas. Os melhores foram selecionados, incluindo a campeã mundial, Hana Song, conhecida também como “D.Va“. Famosa por suas habilidades de elite, D.Va era uma competidora feroz, que jogava para vencer a qualquer custo, e tinha a reputação bem fundamentada de não mostrar misericórdia por seus oponentes.

Vendo sua nova missão como um jogo, D.Va avança ferozmente em batalha junto com o resto de sua unidade MEKA, pronta para agir em defesa de sua nação a qualquer momento. Recentemente, ela começou a fazer streams de suas operações de combate para seus adorados fãs e o crescimento de seus seguidores a transformou em um ícone global.

ORISA:

Nome verdadeiro: Orisa, Idade: 1 mês
Ocupação: Guardiã Robô, Base de operações: Numbani
Afiliação: Nenhuma.

Colocada em funcionamento antes da Crise Ômnica, a linha OR14Idina” de robôs de segurança foi construída no enorme ômnium de produção nigeriano. Após a guerra, eles saíram de linha, juntamente com vários outros modelos usados durante a crise. Vinte anos depois, Numbani reativou e reiniciou o programa OR14 para proteger a cidade contra ameaças externas. Esses novos OR15 foram implantados por um breve período antes de serem destruídos em um ataque de Doomfist.

Após o ataque, o programa foi desmontado e o governo vendeu o estoque restante de OR15s. Algumas peças foram adquiridas por Efi Oladele, uma garota gênio de apenas 11 anos de idade cujas precoces realizações na área de robótica já haviam lhe rendido um “prêmio de gênio” da Fundação Adawe.

Com a aprovação de seus pais extremamente compreensivos e mente aberta, Efi gastou a maior parte do seu prêmio na compra de um robô OR15 desativado. Ela acreditava que Numbani precisava de um protetor e que um OR15 aprimorado seria capaz de fazer isso. Efi consertou e reconfigurou o robô e instalou um núcleo de personalidade que ela mesma projetou. Ela chamou a mais nova heroína de Numbani de Orisa.

Orisa já mostrou que pode ser útil para a cidade, mas ainda se esforça para encontrar seus protocolos ideais. A falta de experiência da ômnica às vezes faz dela um estorvo, mas, felizmente, graças à disposição de Efi em fazer as modificações necessárias e à inteligência artificial adaptativa de Orisa, tanto robô quanto criadora sempre conseguiram ajustar as coisas.

REINHARDT:

Nome verdadeiro: Reinhardt Wilhelm, Idade: 61
Ocupação: Aventureiro, Base de operações: Estugarda, Alemanha
Afiliação: Overwatch (anteriormente)

Mais de trinta anos atrás, Overwatch foi fundada para resistir à ameaça das rebeliões de robôs ao redor do mundo. Reinhardt, um soldado alemão altamente condecorado, foi inserido como parte da equipe de ataque original da Overwatch, que pôs fim à Crise Ômnica. Após a decisão do conflito, Overwatch se tornou uma instituição global, mantenedora da paz em um mundo castigado pela guerra. Reinhardt provou ser um dos seus heróis mais leais.

A ética incomparável e a personalidade fortíssima de Reinhardt conquistaram a admiração dos seus companheiros e superiores. Sem nunca ter medo de falar o que pensava, ele era o defensor mais vigoroso da Overwatch e, quando necessário, seu crítico mais duro, lembrando constantemente que a Overwatch havia sido criada para ser uma força do bem.

Tendo servido até quase os sessenta anos, Reinhardt teve que encarar a aposentadoria obrigatória das operações de combate. Desanimado por ter sido tirado do seu dever, Reinhardt temia que seus dias de propósito e glória haviam terminado. Conforme os tempos ficavam mais sombrios e a Overwatch se tornava suspeita de corrupção e rebelião, Reinhardt só podia assistir enquanto a causa pela qual ele havia dedicado sua vida para defender era cercada de desgraça.

Apesar da Overwatch ter sido eventualmente dissolvida, Reinhardt não estava feliz em ficar sentado enquanto o mundo caía em desordem. Colocando mais uma vez sua armadura de Cruzado, ele fez votos de lutar pela justiça por toda a Europa como um cavaleiro dos tempos antigos, defendendo os inocentes e conquistando corações e mentes com a promessa de dias melhores pela frente.

ROADHOG:

Nome verdadeiro: Mako Rutledge, Idade: 48
Ocupação: Executor (anteriormente), Guarda-costas, Base de operações: Junkertown, Austrália (anteriormente)
Afiliação: Junkers (anteriormente)

Após a Crise Ômnica, oficiais do governo entregaram o omnium australiano e as terras nos arredores aos ômnicos que quase destruíram o país, na esperança de estabelecer um acordo de paz duradouro. Esse acordo de paz desalojou permanentemente Mako Rutledge e um grande número de residentes da área: um conjunto de sobreviventes, fazendeiros solares e pessoas que só queriam ficar em paz.

Furiosos com a perda de seus lares, Mako e outros residentes recorreram a uma rebelião violenta. Eles formaram a Frente de Liberação Australiana e atacaram o omnium e sua população robô para tomar de volta as terras que tinham sido roubadas deles. Os eventos continuaram a ganhar maiores proporções até que a FLA sabotou o núcleo de fusão do omnium, resultando em uma explosão que destruiu o omnium, irradiou os arredores e sucateou o Deserto Australiano com metal retorcido e destroços por quilômetros.

Mako viu seu lar se tornar uma terra devastada apocalíptica e isso o mudou para sempre. Adaptando-se a seu ambiente, ele pôs uma máscara e partiu pelas autoestradas quebradas do Deserto Australiano em sua moto decrépita. Aos poucos, sua humanidade foi esquecida. Os últimos vestígios de Mako desapareceram e nasceu o matador impiedoso, Roadhog.

WINSTON:

Nome verdadeiro: Winston, Idade: 29
Ocupação: Cientista, Aventureiro, Base de operações: Colônia Lunar do Horizonte (anteriormente)
Afiliação: Overwatch (anteriormente).

A Colônia Lunar do Horizonte foi estabelecida como um primeiro passo para uma nova exploração do espaço pela humanidade. Entre seus residentes, estava um grupo de gorilas geneticamente melhorados que deveriam testar os efeitos da vida prolongada no espaço.

Um dos gorilas apresentou um desenvolvimento cerebral tão rápido com a terapia genética que foi levado aos cuidados do Dr. Harold Winston, que o ensinou ciências e o inspirou com histórias da ingenuidade humana. O jovem gorila passou seus dias ajudando nos experimentos dos cientistas, assistindo ao distante mundo azul do lado de fora da janela do seu habitat, sonhando com as infinitas possibilidades que o aguardavam lá fora.

Mas sua vida se transformou em caos quando os outros gorilas começaram uma rebelião, mataram os cientistas da missão e tomaram a posse da colônia. Tomando o nome do seu amado cuidador humano, Winston construiu um foguete improvisado e fugiu para a Terra. Lá, ele encontrou um novo lar na Overwatch, uma organização que representava tudo o que ele aprendeu a admirar sobre a humanidade. Winston finalmente poderia viver pelos ideais heroicos que haviam se instaurado nele.

Agora, com a queda da Overwatch, Winston ficou isolado, novamente tirado do mundo em que ele acredita, mas ansiando para que os dias de heroísmo retornem.

ZARYA:

Nome verdadeiro: Aleksandra Zaryanova, Idade: 28
Ocupação: Soldado, Base de operações: Fronte de Krasnoyarsk, Rússia
Afiliação: Forças Defensivas Russas.

Aleksandra nasceu em uma vila remota na Sibéria, que era uma das linhas de frente na Crise Ômnica, que começou por volta de trinta anos atrás. Apesar das forças russas terem derrotado os robôs e desligado seu omnium, a região foi devastada pelo conflito. Aleksandra, que era apenas uma criança na época, foi cercada pela destruição pós-guerra, e com o passar dos anos, ela jurou que se tornaria forte para ajudar seu povo a se recuperar.

Focando em levantamento de peso e fisiculturismo, Aleksandra foi identificada pelo programa nacional de atletas como uma estrela em potencial. Ela treinou, extensivamente, subindo nos rankings enquanto representava seu país, com expectativas de quebrar antigos recordes nos campeonatos mundiais que viriam. Entretanto, na véspera do torneio, um ataque veio do dormente omnium siberiano e sua vila foi lançada na guerra mais uma vez. Aleksandra imediatamente se retirou da competição e correu para casa para se alistar às forças locais de defesa, sacrificando a vida de fama e fortuna que ela poderia ter tido.

Agora ela serve ao dever, sendo um símbolo para alguns e brava companheira de guerra para outros. Mas para Aleksandra, é uma chance de usar sua grande força para proteger aqueles que ama.

Chegamos ao fim da nossa terceira parte do Especial de 1 ano do lançamento de Overwatch! Para mais informações sobre os heróis confira as outras partes do nosso especial:

Veja mais sobre Games

Compartilhe: