Escolha uma Página

Beleza Negra chega entre os lançamentos de dezembro do Disney+. O filme inspirado no livro de mesmo nome, da autora Anna Sewell, já ganhou inúmeras adaptações ao longo dos anos, uma delas inclusive trazendo Luke Perry no papel que hoje é ocupado por Iain Glen. A nova adaptação, Beleza Negra: Uma Amizade Verdadeira se tornou a primeira adaptação do século XXI, uma vez que o livro foi publicado há mais 100 anos. 

O Filme

O nome do filme diz respeito a sua verdadeira protagonista, uma égua de pelagem negra chamada Beauty (Beleza, em português). Após ter sido afastada de sua família graças a humanos sem escrúpulos, ela acaba indo morar no estábulo de John (Glen), que assume o desafio de doma-la. Beauty é difícil e selvagem, quase sendo descartada para treinamento. O que ela não imaginava, porém, era que seus caminhos iriam cruzar com os de Jo (Mackenzie Foy), uma menina marcada pelas perdas da vida. Jo é sobrinha de John e vai morar com o tio após os pais morrerem em um acidente de carro. A perda da família de Jo e Beauty cria um vínculo puro e profundo entre menina e égua, algo que surpreende a todos. 

Ao longo dos anos, muitas foram as versões de Beleza Negra, totalizando mais de 10 adaptações. É provável que a versão da Disney seja uma das fracas e a razão para isso é Mackenzie Foy. A menina é linda, simpática e gentil, mas ainda não encontrou seu caminho na atuação. Ela não consegue transmitir ao público a sensação de amizade entre Jo e Beauty e se não fosse a dublagem da égua, provavelmente teríamos um filme ainda mais apático. Mesmo que seja apenas cedendo a voz, Kate Winslet traz a protagonista do filme e mesmo que seja apenas mais uma produção com animais expressando seus sentimentos, Beleza Negra encontra seu espaço para agradar. 

O que o roteiro do filme transborda em emoção, a produção propriamente dita deixa muito a desejar. Beauty narra o filme e traz a sensação de que tudo só acontece após sua narração. Iain Glen interpreta bem o personagem, que não exige muito do ator. A dupla de protagonistas, que deveria trazer lágrimas ao público, não o faz e passa longe disso. O filme se torna previsível e até mesmo chato, a partir do momento em que suas cenas começam a focar muito em Foy e em Beauty. 

Não há como negar a beleza da produção, principalmente com seus cenários. O clima do campo e das fazendas são verdadeiras paisagens paradisíacas, contrastando com o preto e branco de Beauty e Jo. As duas fazer parte da paisagem colorida do lugar e ao passo que o filme se desenvolve, ganham cor. 

Em suma, não temos uma produção ruim, longe disso. O que temos, na verdade, é apenas uma adaptação ruim de um clássico que  já tantas vezes foi interpretado. 

Beleza Negra: Uma Amizade Verdadeira está disponível no Disney+.