No último dia 10, participamos de um masterclass com o diretor de LUCA, novo filme da Pixar. Enrico Casarosa comentou as origens da história e os desafios dos bastidores durante a pandemia.

Casarosa nos contou que LUCA foi completamente inspirado em sua infância. Casarosa nasceu em Gênova, na região da Ligúria, onde está localizado o conjunto de vilas chamado Cinque Terre, mais certamente na década de 1970.

A cultura local, como um todo, serviu de base para a construção do roteiro da animação LUCA, segundo o diretor.

Casarosa disse que ele e outros membros da equipe realizaram uma viagem de pesquisa para a Cinque Terre, e que foi decisiva para a execução do projeto. O diretor comentou sobre o cuidado em representar todas as peculiaridades italianas nas cenas, tais como os gestões, e as expressões [existentes, inclusive na dublagem original – “Silencio, BRUUUUUUNO!”]:

“…quando os pescadores não queriam muitas pessoas pescando no ponto de pesca deles, diziam que lá tinha monstros marinhos. E por que não colocar um pouco de fantasia nisso?”.

Outras referências visuais usadas, foram os ladrões de bicicleta, as comidas italianas e porque não… A VESPA.

Sobre os personagens, o diretor contou que a inspiração para os personagens, de Luca (Jacob Tremblay) e Alberto (Jack Dylan Grazer), vem de sua adolescência, onde ele era um garoto mais tímido, enquanto o melhor amigo dele, era o que colocava os colegas em confusão.

Obviamente que a pandemia não ficaria fora de pauta, afinal, LUCA precisou ser finalizado remotamente. Toda a equipe precisou se adaptar com os equipamento e compartilhamento dos arquivos, além da necessidade de adicionar os filhos e os animais de estimação à equipe. Outra questão, é que alguns atores precisaram realizar suas dublagens de casa, como por exemplo Jack Dylan Grazer, que fez suas cenas de dentro do closet de sua mãe.

“…inevitavelmente a equipe conheceu um membro ou outro da família de cada um e teve até gravação da voz de um dos personagens dentro de um guarda-roupa”.

Possibilidades de um live-action? É um sonho e quem sabe não está no radar? Confesso que gostaria demais!!

Enrico finaliza deixando claro suas expectativas para o longa, que é, nada mais, que trazer uma conexão de nossa criança interior com o desconhecido que nos aguarda.

Animados para LUCA? Então se prepare para se apaixonar a cada minuto por essa que promete ser mais uma catarse emocional, daquelas que só a Pixar sabe fazer.

‘Luca’ chega aos cinemas em 18 junho de 2021.

VEJA MAIS SOBRE FILMES