Escolha uma Página

Ann Marie Pace é uma das jovens escolhidas pela Disney, para a primeira temporada da sua série de curtas intitulado Launchpad.

O projeto que chega amanhã, 28 de junho ao Disney Plus, terá como tema a Descoberta, e contará com curtas metragens de jovens cineastas de vários lugares do mundo.

Tivemos o privilégio e o prazer de conversar com Ann Marie Pace, diretora do curta ‘GROWING FANGS‘, mas que no Brasil recebe o nome de ‘Encarando Meus Segredos’, além de sua equipe por trás dos efeitos especiais, Beth D’Amato e Shivani Jhaveri.

A história acompanha uma adolescente mexicana-americana metade humana/metade vampira, que teve que manter sua identidade em segredo de ambos os mundos.

Queríamos muito saber como essa ideia havia surgido, e Ann nos contou: “A história veio comigo mesma, porque cresci sendo meio mexicana-americana e bissexual. Eu lutei muito com o sentimento entre as identidades e sentindo o suficiente nessas identidades e isso é o que eu queria explorar sem ser meio vampiro e meio humano e para mim quando eu tive que aprender foi, você sabe, ser uma parte de múltiplas identidades não te torna menor que ninguém… Então, essas identidades e realmente tomar posse delas e saber que elas são o que fazem você ser, então essa foi a ideia, mas eu queria fazer isso como um arco. Eu queria um personagem. ele seria mexicano, claro e aqueles elementos dela… eram suficientes. Eu não senti que precisava esconder esses elementos e me senti fortalecida… o conceito da história seria esse elemento monstro, quais histórias de monstros sempre foram a história de um estranho de ser temido e incompreendido e por isso parecia a coisa perfeita combinar com qual era a mensagem e o que estávamos tentando dizer… que eu espero que os elementos de “você consegue isso”… seu superpoder dá a você uma perspectiva única da vida que só você tem, e é algo que eu tive que aprender dentro de mim mesmo para realmente me apropriar desses elementos que e eu sinto que se tornou um superpoder e me fez totalmente ser quem eu sou e me sinto muito orgulhosa disso e espero que as pessoas possam aceitar isso e se amar plenamente exatamente como são depois de assistir a isso.”

Mesmo sendo um curta metragem, a produção tem alguns efeitos especiais, interessantes. Beth D’Amato e Shivani Jhaveri nos contaram mais sobre as maiores dificuldades em criar tais efeitos: “… Acho que o maior desafio foi ser criativo com os elementos e realmente sentar com Ann Marie e Beth tentando pensar nas opções e você sabe, foi maravilhoso. Poder trabalhar com uma diretora como Ann Marie, com uma mente tão aberta que parecia que seu mundo não estava gravado em pedra e ela estava disposta a trabalhar conosco para trazer novos elementos para o mundo e torná-lo mágico e você sabe que trabalhar através de vários pode haver obstáculos que nós tínhamos de tempo e coisas assim. Portanto, foi realmente um belo processo trabalharmos com ela para descobrir as maneiras mais eficientes de obter algumas dessas coisas… foi feito dentro do nosso cronograma e do nosso orçamento e os resultados são lindos, você sabe, nós temos um lindo elemento brilhante de magia e então temos essa ótima fumaça e essas coisas incríveis e todos eles estão apenas contribuindo para esta história. Isso é tão real. Parece que qualquer um de nós poderíamos simplesmente entrar nessa escola e fazer parte dela, então acho que você conhece a parte desafiadora, mas trabalhar com o diretor que tem esse tipo de mente aberta e uma visão que foi realmente incrível para nós.” – Explica Shivani; “Ela fez um ótimo trabalho, mantendo a mente aberta, mas o que realmente nos ajudou foi a colaboração com todos nós e ela teve uma ótima visão e fomos capazes de adequar essa Visão dentro de nosso orçamento e nosso cronograma tínhamos instrumentos flutuantes e como Shivani disse o feitiço mágico… tínhamos as ideias do que ela queria e fomos capazes de trabalhar com ela e fazer funcionar dentro de um esse período de tempo e essa foi a chave. Tínhamos um artista muito talentoso nos ajudando a conseguir isso foi realmente mágico.” – complementa Beth

A iniciativa da Disney é nada menos que brilhante, dar oportunidade para essas vozes, em um tema tão assertivo, Ann Marie fala sobre: “…Todo este programa foi tão incrível, porque foi tão solidário, amoroso e caloroso como se eu soubesse que esse programa seria realmente especial, mas eu não percebi o quão próximo de um vínculo seria e o que nossa comunidade teríamos através dele fazendo isso e eu acho que é incrivelmente poderoso porque, você sabe, crescendo, eu não vi muita representação de ser mexicano e claro e eu acho que essas histórias são realmente importantes para contar porque, de outra forma, internalizamos que, como não somos importantes para nós, essas partes não são importantes e eu acho que especialmente com a plataforma como a Disney fazendo essas histórias e nos permitindo contá-las. Significa muito para as pessoas olhar e ser capaz de ver que suas histórias valem a pena ser contadas e levar isso a sério e saber que elas são importantes. É incrivelmente poderoso e me sinto tão especial que a Disney confiou em nós completamente, confiaram em nossa voz e nunca tentaram nos mudar, eles nos deram plena fé de que contaríamos nossas histórias em nossa própria maneira única.”

Cada história dentro dessa série de curtas é especial à sua maneira, e emocionante de certa forma, “em todo o mundo em todas as partes diferentes e em todas as pessoas existem experiências diferentes, mas ainda há algo Universal que conecta aqueles que viram e que eu relatei em cada um dos filmes todos eles me fizeram chorar e chorar em um determinado momento. Eles eram realmente lindos de ver…” e Ann não poderia definir melho a experiência.

Sobre Growing fangs: Val Garcia, uma adolescente mexicana-americana metade humana/metade vampira, teve que manter sua identidade em segredo de ambos os mundos. Mas quando seu melhor amigo humano aparece em sua escola infestada de monstros, ela tem que confrontar sua verdade, sua identidade e ela mesma.

Assista a partir do dia 28 de maio, no Disney Plus, a série de curtas Launchpad.