Escolha uma Página

Eu sempre amei histórias de True Crime. Parece mórbido, mas conhecer a mente de um serial killer, suas motivações sempre me fascinou. Então quando o Starzplay anunciou que estaria lançando no Brasil a série Dr. Death, meu radar, logo apitou.

Estrelada por Joshua Jackson como o personagem título, além de Alec Baldwin, Christian Slater, Carrie Preston e Anna Sophia Robb; segue os eventos reais chocantes em torno de um cirurgião do Texas que ganhou o apelido por sua negligência grosseira contra mais de 30 pacientes entre 2012 e 2013, e toma como base um podcast de mesmo nome.

Tive a possibilidade, não somente de conversar com Patrick McManus, criador da série, com Anna Sophia Robb que interpreta a promotora, como também conferir toda a produção, e vim trazer para vocês o que achei.

Assim como os nomes que entrevistei, me chocou não conhecer a história, e mais ainda, me chocou o fato dos hospitais não terem tomado nenhuma atitude, mesmo com inúmeras denúncias e provas.

A longo dos oito episódios acompanhamos a trajetória de Christopher Duntsch, vivido aqui por Joshua Jackson, que inclusive esta assustador. Um neurocirurgião que durante sua carreira deixou um rastro de sangue, causando mortes e danos graves em seus pacientes. Intercalando presente e passado [Inclusive esse é o único ponto negativo, a montagem], a narrativa apresenta Duntsch, em sua juventude, a escolha pela medicina e todos seus distúrbios que não aceitava possuir.

As cenas são incrivelmente imersivas, cada cirurgia [por sabermos que são mal sucedidas] foram feitas com um cuidado especial, onde por mais que não vejamos, os sons nos transportam para a cena, e sentimos a dor e as consequências dos atos de negligência.

A sensação de impotência dos que cercam Duntsch também é latente. Quando os médicos Robert Henderson (Alec Baldwin) e Randall Kirby (Christian Slater) se levantam contra o médico e consequentemente, contra o sistema, nos levantamos com eles. Sentimos a dor e o luto de cada um quando Michelle Shughart, vivida por AnnaSophia Robb domina o julgamento. E quando a verdade e a decisão, vem à tona, nos emocionamos, por saber que essas pessoas ainda estão entre nós.

E por mais que história narre sobre um sociopata, com problemas cognitivos, cuja arrogância não o permitia aceitar seus erros; existe um outro vilão, ainda maior. O sistema único de Saúde americano, que acobertou os crimes, para que não perdesse seus patrocinadores, e no final a história acaba por ser uma lupa de alerta social, quando descobrimos que negligência médica é a segunda maior causa de mortes nos EUA.

Dr. Death não é somente um thriller digno de atenção, é também a prova de que podemos lutar enquanto sociedade e nos levantar contra o errado.

A série estreia em 12 de setembro, no Starzplay.

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES