Escolha uma Página

Cruella é uma das maiores vilãs da história dos desenhos de Walt Disney. A antagonista de 101 Dálmatas sempre chamou a atenção por sua crueldade, afinal, ela sempre quis transformar filhotes em casacos de pele. Cruella já foi interpretada por Glenn Close anos atrás e agora ganhará uma nova cara, em um filme lançado ainda em maio deste ano. A nova versão da vilã, agora em formato live-action, terá uma vibe punk e focará na história de origem da personagem.

Estrelado por Emma Stone, o filme tem direção de Craig Gillespie e roteiro de Tony McNamara. Glenn Close, que foi a Cruella nos filmes anteriores, será produtora-executiva dessa nova versão. Essa semana, tivemos a oportunidade de conversar com Emma Thompson sobre sua personagem. Ela fará a vilã da trama e a atriz revelou alguns detalhes de sua história como a personagem:

Eu me diverti muito fazendo ela, porque eu sempre fui perguntada ao longo dos anos se eu poderia interpretar uma vilã, mas assim, uma verdadeira vilã. E eu passei décadas interpretando o que minha mãe chama de ‘Boa mulher de vestido’. Agora eu posso interpretar essa mulher maléfica de vestido, mas meu deus, os vestidos…Eles me usaram, isso foi realmente o que aconteceu. Eu apenas tive o melhor momento da minha vida e cada vez que Emma e eu estávamos no set, nós apenas olhávamos uma para a outra e pensávamos que éramos verdadeiras esculturas de arte ou algo do tipo.

Thompson ainda comentou um pouco sobre o figurino de sua personagem:

Muitas pessoas criaram as páginas 3 a 20 da Baronesa e eu apenas entrei e falei as palavras. Eu tinha perucas também. Eu estava acostumada a ter que me mover para dentro e fora de espaços e normalmente tinha dálmatas nos meus pés também. A roupa íntima foi um grande problema, mas não para a Stone obviamente, que é magra e não precisou usar um corset em formato de osso de baleia. Não é fantasticamente confortável estar no centro de um tubo de pasta de dente, mas os estilistas são tão incríveis e fantásticos.

Por fim, Thompson comentou sobre o lado feminino de uma vilã e o quão importante isso foi para ela. 

Eu fiquei muito interessada nesse lado negro de uma personagem feminina, porque elas são tão raras e dificilmente são permitidas de serem más. Todos devemos ser boas, não é? E mães ruins são simplesmente imperdoáveis. Mas a Baronesa é tão centrada, ela fala coisas tão incríveis, assim como tantas outras mulheres geniais que já existiram.

Cruella está disponível no Disney+