Dançarina imperfeita (Work It) chegou na Netflix, no último dia 7 de agosto. Um dose boa de humor em meio a desventuras que lembram e muito ‘A Escolha Perfeita’.

A trama acompanha Quinn, uma adolescente no último ano do Ensino médio, que sonha entrar para a universidade que seu pai estudou. Na entrevista para instituição, ela é confrontada sobre “Ser fora da caixinha” e ela diz fazer parte da companhia de dança famosa de sua escola, o que é uma grande mentira. A partir dai ela precisa correr atrás para tornar isso verdade, e enfim conseguir sua admissão, criando seu próprio grupo de dança do zero.

Produzido por Alicia Keys e com um elenco de chamar a atenção do público jovem, ‘Dançarina Imperfeita’ tem o pacote perfeito para se assistir em família: dança, romance, e pais que não entendem/aceitam o que os filhos querem fazer da vida. Além de possuir uma construção envolvente, digna de sua atenção.

O filme pode soar genérico, e mais do mesmo. De fato, ele não é nada original, ele lembra uma mistura de elementos de várias produções do gênero de sucesso. Mas são as atuações de qualidade do elenco que realmente valem a pena.

Keiynan Lonsdale chama muito a atenção como o “vilão” da trama e exibe sua qualidade de dançarino que nunca pude ver antes. Nem é preciso falar de Jordan Fisher, não é mesmo?! O ator/ cantor já é conhecido por seus talentos e nesse vemos muito seu potencial…Salve sua química com Carpenter, que está impecável. Mas para mim, o maior destaque foi Liza Koshy, ela brilha muito mais que a protagonista, não só no quesito dança, mas também nas falas pontuais e diálogos cômicos.

No mais, ‘Dançarina Imperfeita’ é um filme adolescente, mas realmente acima dos padrões; É essa mistura que mencionei acima, com uma pegada divertida e leve, para quem quer esquecer os problemas, simplesmente uma delícia de entretenimento nos tempos de quarentena

Dançarina Imperfeita já está disponível na Netflix.

VEJA MAIS SOBRE FILMES