A espera pela quinta temporada de This Is Us finalmente chegou ao fim. Um dos seriados de maior sucesso da atualidade retornou essa semana ao redor do mundo, com sua quinta e penúltima leva de capítulos. O retorno foi mais do que especial e contou com um episódio duplo, para alegria dos fãs. Mas não era preciso tanto para relembrarmos o porquê de amarmos tanto a produção da Fox. Nos breves primeiros 10 minutos já temos a sensação de que a nova temporada vai fazer jus às quatro anteriores. 

Logo de cara somos pegos de surpresa (para quem não viu trailer) com o assunto abordado. This Is Us é uma das primeiras produções a trazer à tona a temática da pandemia do Coronavírus e ver nossos queridos personagens usando máscaras e cumprindo o isolamento social é uma sensação diferente. Seria esse realmente o novo normal? Ver Katie, Kevin e Madison comemorando os gêmeos de Kevin sem poder dar um abraço é de cortar o coração, principalmente por ainda estarmos passando pelos mesmos problemas. E até mesmo no assunto pandemia, This Is Us consegue criar sua própria forma de contar uma história. 

O roteiro

A trama dos dois primeiros episódios é digna de aplausos, principalmente por trazer um roteiro incrível. As tradicionais questões entre os personagens são mescladas nas questões do momento, como a pandemia e os protestos anti-racistas nos Estados Unidos. E This Is Us nos traz George Floyd

O que vem acontecendo no país há cerca de alguns meses movimentou o mundo inteiro, desde a paralização no esporte a protestos nas ruas. Em determinado momento do primeiro episódio, a frase símbolo dos protestos, “I can’t breathe”, é estampada na tela. Mais uma vez somos transportados a um dos piores vídeos já vistos, ao assassinato cruel e criminoso de George Floyd. Passamos a enxergar o cenário pelos olhos de Randall, um homem negro que cresceu em meio a uma família branca. Apesar de nunca terem tratado-o de forma diferente pela cor de sua pele, o mais velho dos irmãos sofreu na pele o racismo, o olhar torto de pessoas na rua e a sensação de medo nas ruas. O que aconteceu com George Floyd desperta fantasmas e gatilhos em Randall, que começa a enxergar a vida de outra forma. 

Em uma das cenas mais emocionantes e marcantes dos episódios, Randall e Katie tem uma conversa guardada por muitos anos. Ela representa a parcela da sociedade que não sabe como agir diante da situação narrada pelo irmão, tamanha inexperiência vivida por ela ao longo dos anos. Katie nasceu branca e nunca sofreu na pele o racismo que Randall sofreu. Como mulher branca, ela tenta apaziguar a situação ou até mesmo “fazer sua parte” ao doar para alguma instituição que combate o racismo. Seria suficiente? Para Randall fica muito claro que não. 

Rebecca

Ainda no final da quarta temporada descobrimos que Rebecca está com o mal de Alzheimer. A grande guerreira da família Pearson está enfrentando uma doença sem cura e luta contra isso, principalmente após começar a esquecer algumas informações. Sabemos que a doença assolará a família por um bom tempo, uma vez que vemos todos reunidos ao redor de uma cama anos depois. Kevin está grisalho e com barba, com o filho já beirando os 10 anos de idade, enquanto visita a mãe, já debilitada. O tempo será abordado na atual temporada de This Is Us, ao passo que seremos expostos ao desenvolver da doença de Rebecca. É apenas questão de episódios até termos a personagem de Mandy Moore se tornando cada vez mais debilitada e sabemos que será de cortar o coração. 

Kevin

Ao que tudo indica, os dias de garanhão de cinema de Kevin estão acabados. A gravidez dos gêmeos já está causando impacto no relacionamento dos dois, mas principalmente na mentalidade impulsiva e imatura de Kevin. Em questão de minutos já é possível vermos o amadurecimento do personagem e o casal recém formado ainda vai dar muito o que falar. O personagem de Justin Hartley é traumatizado pela morte do pai, assim como os irmãos. O que Kevin enfrenta sozinho, porém, são os gatilhos que despertaram ao longo do tempo. Kevin é um alcóolatra, como Jack foi e como sabemos que seu avô também foi. Agora que está prestes a se tornar pai, as lembrancas entre ele e seu pai certamente vão nos fazer chorar e muito. 

E não há como falar de This Is Us sem mencionar o personagem de Milo Ventimiglia. Ele aparece pouco, mas os breves minutos em cena já são suficientes para aquecer o coração dos saudosos fãs de Jack. O episódio traz, finalmente, o único momento em que os dois pais de Randall estiveram presentes no mesmo ambiente. Jack agradecia pelo “presente” dado com a chegada do terceiro filho, enquanto William pedia apenas que o menino ficasse em segurança. O paradoxo das famílias, uma recém formada e uma recém destruída, é mais uma das genialidades de This Is Us. O final do segundo episódio deixa claro que Randall será o grande protagonista da temporada e a cena da capela ainda terá um grande significado para a produção. 

Que felicidade viver em um universo onde exista This Is Us, uma das melhores séries dos últimos tempos. 

A 5ª temporada da série será exibida semanalmente pela Fox.