O último episódio da 2ª temporada de ‘The Boys‘ chegou hoje no Prime Video, e se você pode conferir, certamente percebeu as inúmeras  críticas sociais que foram levantadas ao longo dos 8 episódios. Críticas essas relacionadas a igreja, manipulação de mídia, corrupção, racismo entre muitas outras questões.

Tivemos a possibilidade de conversar com as atrizes Erin Moriaty e Karen Fukuhara que falaram sobre a importância de participar de um programa que aborda tantos tabus importantes.

“O enredo nazista de Stormfront. Isso existe! Isso é uma coisa tão grande, especialmente nos Estados Unidos em 2020. Adoro fazer parte de uma série que aborda essas questões. Não podemos fugir Disto, Ele simplesmente está lá. Estaríamos fingindo se disséssemos que não era.” – Conta Fukuhara.

“Eu apenas me sinto com sorte, porque eu tendo a olhar para o meu trabalho na indústria do entretenimento e apenas isso, entretenimento. Acho que histórias de escapismo falam sobre aspectos da sociedade e todos nós precisamos delas. Precisamos disso agora mais do que nunca, sei que esse escapismo que encontro em programas de TV e filmes no momento é para escapar da minha vida e do que está acontecendo em termos de pandemia. É essencial, é como uma terapia na nossa vida. Porém, não somos cirurgiões, não somos profissionais de saúde, não somos bombeiros, como se não estivéssemos salvando vidas. Eu me encontro especialmente em uma indústria em que há um estigma em torno disso. Ela lida com egos muito grandes. É importante saber onde estamos e nossa importância, mas também é importante não exagerar. Porém, fazer parte do show com essa atitude, que agora representa uma diferença significativa e substancial na sociedade, não acredito que ainda exista. Dá um nível de importância que eu não esperava em um trabalho, especialmente um trabalho que tem a ver com super-heróis, então eu me sinto francamente sortudo por fazer parte do show. No final do dia, é simplesmente gratificante que nossos escritores sejam tão bons e nosso showrunner tenha decidido ser tão careca quanto nós.” – Explica Erin.

E Karen complementa: “Só para acrescentar algo sobre o que ela disse, estou muito feliz e muito sortuda por fazer parte de uma série que tem esse ponto de vista. Como ator, não somos nós que somos capazes de criar o enredo real, poderíamos ter feito parte de uma série que é praticamente o oposto da nossa mensagem, então me sinto muito sortuda por ter conseguido contar essas mensagens de uma forma muito direta, também é incrível saber que Eric tem esse ponto de vista também e ser capaz de trabalhar com eles.”

Ainda mais intensa e insana, na segunda temporada os The Boys encontram-se foragidos da justiça, procurados pelos Super, e tentando, desesperadamente, se reunir e lutar contra Vought. Escondidos, Hughie (Jack Quaid), Mother’s Milk (Laz Alonso), Frenchie (Tomer Capon) e Kimiko (Karen Fukuhara) tentam se ajustar a um novo normal, com Billy Butcher (Karl Urban) desaparecido. Ao mesmo tempo, Starlight (Erin Moriarty) deve encontrar seu lugar no The Seven, enquanto Homelander (Antony Starr) se concentra para assumir o controle total. Seu poder está ameaçado com a chegada de Stormfront (Aya Cash), uma nova Supe especialista em mídia social, que tem planos próprios. Além disso, a ameaça do Supervilão toma o centro das atenções e faz barulho enquanto Vought tenta monetizar em cima da paranoia da nação.

Os Super do The Seven também incluem Queen Maeve (Dominique McElligott), A-Train (Jessie T. Usher), The Deep (Chace Crawford) e Black Noir (Nathan Mitchell). Entre as estrelas da segunda temporada estão: Claudia Doumit, Goran Visnijc, Malcolm Barrett, Colby Minifie, Shantel VanSanten, Cameron Crovetti, PJ Byrne, Laila Robbins e Giancarlo Esposito – interpretando o chefe da Vought , Stan Edgar -, entre outros.

 

Os episódios das duas temporadas de The Boys, estão disponíveis no Prime Video.

 

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES