Escolha uma Página

Frozen é COM CERTEZA uma das animações de maior sucesso da Disney, mas o que você talvez não saiba é que os planos do estúdio para o filme eram bem diferentes do que conferimos nos cinemas em 2013.

A história de ‘Frozen’ [que vimos nas telas] gira em torno das irmãs Anna e Elsa, princesas de Arendelle e da descoberta dos poderes mágicos e gelados de Elsa.

‘Frozen’ se destaca por levar ao público uma versão diferente do que a Disney sempre nos apresentou sobre o “Amor verdadeiro”, além de destacar as complexidades de um vínculo entre irmãs.

Mesmo com toda a magia existente, a história de ‘Frozen’ tem elementos onde o público consegue se identificar de alguma forma.

Inicialmente, os planos da Disney eram de adaptar ‘A Rainha da Neve’, do autor Hans Christen Andersen; a ideia de 1937 foi do próprio Walt Disney que depois decidiu fazer um filme biográfico de Hans Christen Andersen.

Eles queriam combinar segmentos animados , com live-action das história mais conhecidas de Hans Christen Andersen, incluindo ‘A Rainha da Neve’. Contudo, adaptar a história foi particularmente difícil para a Disney, já que a estrutura da história não adequava ao “público”.

Foi somente em 1990 que a Disney retomou os esforços de fazer um ‘A Rainha da Neve’, inúmeros diretores de sucesso apresentaram suas propostas, mas o projeto permaneceu engavetado até 2011 com o lançamento de ‘Enrolados’.

Os primeiros rascunhos do que seria ‘Frozen’ tinham pouca semelhança com a história de amor fraternal que conferimos. A narrativa de ‘A Rainha da Neve’ de Hans Christen Andersen contou a história de Gerda, uma garota comum [que se tornaria Anna], enquanto ela resgatava seu companheiro de brincadeiras Kai das garras da auto intitulada Rainha da Neve, que foi adaptada para Elsa na versão Disney; e embora a história original tenha elementos que soam familiares para o público, como a magia por exemplo, os simbolismos e as metáforas seriam difíceis de digerir em um filme de animação. Foi quando a Disney decidiu modificar a história de maneira simplória para que chegasse a todos os públicos.

Quais foram as principais mudanças?

ELSA ERA NA VERDADE A VILÃ DA HISTÓRIA
A arte conceitual inicial mostrava a ‘Rainha da Neve’ parecendo alta, elegante e imponente. O desenvolvimento posterior apresentou uma Elsa que se parecia mais com sua versão final, com cabelo preto curto e espetado. Nesta versão, Elsa se tornaria vilã após ser rejeitada no altar, onde ela congelou seu próprio coração para que ela nunca pudesse amar novamente. A rainha interromperia o casamento de Anna com o príncipe Hans [Tal príncipe na história de Hans nem existia], sequestrando a princesa e congelando seu coração posteriormente, mas o diretor Chris Buck e a escritora Jennifer Lee decidiram que este arco teria uma visão insatisfatória com base em todas as histórias contadas anteriormente pela Disney.

O RELACIONAMENTO DAS IRMÃS ERAM DIFERENTES
As duas originalmente não eram irmãs e, nos primeiros rascunhos, nem mesmo a verdadeira realeza. Elsa era apenas uma auto proclamada Rainha da Neve, e Anna era apenas uma aldeã comum chamada Gerda.

Confesso que gostaria muito de ver a história original sendo adaptada, e exitem rumores de que vá acontecer, nos resta aguardar. No entanto, é válido ressaltar que tais mudanças na adaptação trouxeram para nós elementos memoráveis que fizeram de ‘Frozen’ o sucesso que é.

Frozen está disponível no Disney+