Escolha uma Página

Pacificador trouxe em sua série um personagem pra lá de polêmico. O pai do protagonista, assumidamente racista, fez um comentário racista que foi mantido na dublagem. Sem avisar aos fãs ou trazer alarde para cima disso, a plataforma de streaming deletou as falas originais e aproveitou para refazer a dublagem de August “Auggie” Smith (Robert Patrick), que haviam sido suavizadas na versão brasileira.

Como a série de Gunn revela, Auggie é um supremacista que odeia negros, gays e judeus e segue a risca os princípios nazista de Hitler. Ele é conhecido por compartilhar suas ideias conservadoras de extrema-direita e defendê-las, sendo fortemente respeitado até mesmo na prisão. O apelido de Auggie na cadeia é Dragão Branco, codinome usado por vilões racistas nos quadrinhos da DC Comics. Ele recebe a mesma saudação de Hitler, com a mão estendida, no primeiro dia que chega a penitencíaria. 

No primeiro episódio, quando o protagonista pedia um dos elmos a seu pai, ele respondia no idioma original: “Se tem a possibilidade de você fazer bom uso disso para se livrar de uns comunistas, pretos, papistas, judeus ou coisa assim, é melhor do que deixar eles parados”.

A dublagem, entretanto, excluiu a palavra “pretos”, que evidenciaria o racismo de Auggie, e a trocou por “trapaceiros”. O termo “papista” também foi substituído e aparece como “católicos”:

“Se tem a possibilidade de você fazer bom uso disso para se livrar de uns comunistas, trapaceiros, católicos, judeus, é melhor do que deixar eles parados”.

Agora que fez a alteração, a frase está: “Se tem a possibilidade de você fazer bom uso disso para se livrar de uns comunistas, pretos, papistas, judeus ou coisa assim, é melhor do que deixar eles parados”omo foi que a porra do meu esperma se transformou em um fracote que nem você?”.

Pacificador está disponível no HBO Max. 

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES