É provável que você já tenha ouvido falar que o Dia dos Namorados é comemorado em um dia diferente ao redor do mundo. Enquanto Estados Unidos e a Europa comemoram o “Valentine’s Day” (ou Dia de São Valentim), em 14 de fevereiro, no Brasil comemoramos em 12 de junho desde 1948. Por que?

Sentimos lhe decepcionar, mas o motivo não tem nada a ver com flores, corações ou presentes fofos, pelo contrário. A razão pelo 12 de junho é exclusivamente comercial. A ideia veio do publicitário João Doria, pai do governador de São Paulo João Doria Jr. Ele foi dono da agência Standart Propaganda e um de seus principais objetivos na empresa era aumentar as vendas em junho, pois sempre foram muito fracas. Inspirado pelo Dia das Mães, celebrado no mês de maio, Doria instituiu a data do Dia dos Namorados.

Por que junho?

O mês foi escolhido por ser o mês de queda nas vendas, enquanto o dia trouxe uma explicação muito plausível: dia 13 de junho é o Dia de Santo Antônio, famoso no Brasil por ser o santo casamenteiro.

Doria criou a primeira propaganda pelo Dia dos Namorados em 1948. O primeiro Dia dos Namorados no Brasil foi anunciado sob o slogan de :”Não é só com beijos que se prova o amor. Não se esqueçam: amor com amor se paga”. A partir do ano seguinte, a data se tornou conhecida no país e começou a ser celebrada. Atualmente, o Dia dos Namorados é a terceira melhor data para o comércio no país – atrás apenas do Natal e do Dia das Mães.

Valentine’s Day

O Dia de São Valentim, celebrado nos Estados Unidos e na Europa, começou a ser celebrada há muito tempo, no século 5. Muitos rumores foram criados pela celebração da data, mas a mais famosa narra que Valentim era um padre de Roma, condenado à pena de morte no século 3. Naquele mesmo período, o imperador Claudio 2 baniu os casamentos, pois acreditava que homens casados se tornavam soldados piores. Valentim defendeu que o casamento era parte do plano de Deus e passou a realizar cerimônias em segredo. O padre foi preso e sentenciado à morte .

Como um verdadeiro Romeu, Valentim se apaixonou pela filha de um carcereiro, enquanto estava preso. No dia em que sua sentença seria cumprida, ele enviou uma carta de amor assinada. Até hoje a prática de enviar cartas no dia 14 de fevereiro é considerada uma tradição. Dois séculos, o papa Gelásio instituiu o Dia de São Valentim como símbolo dos namorados.

Muito romântico não é mesmo?

LEIA MAIS SOBRE MUNDO