Lançada em março na Netflix e mesmo sem muita divulgação, a minissérie Nada Ortodoxa, logo se tornou sucesso na programação entrando para o Top 10 do streaming.

Se você não foi um dos que maratonou essa produção listamos aqui, cinco motivos para fazê-lo agora:

1. CULTURA

Por meio da narrativa de Esty, o público conhece um pouco dos costumes e ensinamentos religiosos dos judeus, vestimentas e  hábitos de alimentação. A série mostra um panorama da comunidade de Williamsburg, tantos as regras morais inflexíveis quanto a beleza das cerimônias tradicionais.

2. HISTÓRIA REAL

A série se baseia nas memórias de Deborah Feldman, e ilustra os obstáculos de uma jovem que enfrenta frente às tradições opressivas da religião em que ela nasceu.

3. CENÁRIOS

O Contraste dos cenários que vemos em Berlim e Nova York transportam o público para dentro da história. Ou seja, Nada ortodoxa possui uma identidade visual ímpar.

4. A ATRIZ

A protagonista, Shira Hass entreha uma performance impecável e de fato, emocionante. Ela consegue impactar o espectador demonstrando os desafios de confrontar um novo mundo e ao mesmo tempo desafiar suas crenças.

5. TRILHA SONORA

Como sempre, amamos destacar as trilhas sonoras das produções e em Nada Ortodoxa, é parte fundamental da narrativa. Seja em cantos baixos e escondidos na comunidade de Williamsburg ou nas ruas de Berlim, a música acompanha a vida da protagonista e a leva para lugares inesperados.

Nada Ortodoxa acompanha a história sobre uma garota que rejeita sua educação radicalizada e sai para começar uma nova vida. Ambientada no mundo divertido de Berlim, vemos como uma garota descobre todas as partes da vida, por si mesma e enquanto segue as trilhas sombrias para descobrir os perigosos mistérios do passado de sua família.

Maria Schrader dirige o show que tem Shira Haas, Jeff Wilbusch e Amit Rahav no elenco.

Para escapar de um casamento arranjado, uma jovem judia foge do Brooklyn para Berlim e se junta a um grupo de músicos. Mas deixar o passado para trás não vai ser fácil.

Nada Ortodoxa já está disponível na Netflix.