Pagu será a grande homenageada na 21ª edição da FLIP

A 21ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty acontece entre os dias 22 e 26 de novembro de 2023

“Esse crime, o crime sagrado de ser divergente, nós o cometeremos sempre”, nesse espírito disruptivo que desafia a mente normatizada viveu, por 52 anos, Patrícia Rehder Galvão, conhecida como Pagu, é a autora homenageada da 21ª da Flip – Festa Literária Internacional de Paraty. A autora nasceu em 9 de junho de 1910, em São João da Boa Vista (SP) e foi jornalista, dramaturga, poeta, tradutora, cartunista e crítica cultural. Atuou nos movimentos modernista e feminista, além de ter se dedicado ao ativismo contra o fascismo.

“A decisão de homenagear uma autora importante para o movimento Modernista de 1922, que não participou da Semana de Arte Moderna, passadas as celebrações de seu  centenário, vem do desejo de explorar sua produção artística muitas vezes reduzida por perspectivas limitadoras. Essa homenagem traz luz também a outras marginalidades literárias pujantes que merecem uma nova mirada “, comenta o diretor artístico da Flip, Mauro Munhoz.

Pagu usou pseudônimos durante toda a vida: Patsy, Mara Lobo, King Shelter, Ariel, Pat, Léonie, Pt, Gim, Solange Sohl, Peste. A escolha das curadoras, Fernanda Bastos, jornalista gaúcha e editora de livros, e Milena Britto, professora da UFBA, traz luz à ampla produção artística de Patrícia Rehder Galvão que,  assim como outras tantas extraordinárias artistas e escritoras, sofreram estigmatização social, que tolhe e constrange tudo o que estiver fora de certa ordem ou coerência esperada da razão organizada.

“Quantas escritoras se manifestaram em Pagu? Quantos universos a autora criou e expandiu por meio de suas produções? Muitas são as paisagens de dentro e de fora que ela nos mostra com suas múltiplas linguagens, todas trazendo em comum uma contestação incansável diante do mundo rígido”, explica Fernanda Bastos.

Se, durante sua trajetória artística, as muitas línguas faladas por Pagu enfrentaram incompreensão e até repulsa, hoje sua produção nos inspira reflexões que ultrapassam os limites da razão e nos convidam a decifrá-la a partir das pistas que sua estética representa como legado.

A pluralidade de gêneros incorporados no repertório artístico da autora faz dela uma aparição destacada na cena literária brasileira, ainda que tenha falecido em 12 de dezembro de 1962, sem o reconhecimento e a legitimação que muitos de seus contemporâneos usufruíram. Foi prolífica à sua maneira, dedicando-se a muitos projetos que sempre cruzavam linhas e normas estabelecidas, surpreendendo no desenho, cartum, tradução, poesia, prosa, crítica literária, panfleto político, caderno de croquis, correspondência, crônica, diário e performance. Publicou os romances Parque Industrial, em 1933, com o pseudônimo de Mara Lobo por orientação do partido comunista, considerado o primeiro romance proletário brasileiro, e A Famosa Revista, publicado em 1945 em colaboração com Geraldo Ferraz. Pelo pseudônimo King Shelter, lançou diversos contos policiais, reunidos posteriormente no volume Safra Macabra.

Sobre a FLIP:

Desde sua primeira edição, em 2003, a Flip, que foi reconhecida como  Patrimônio Histórico Cultural e Imaterial do Estado do Rio de Janeiro, é uma experiência única: os encontros promovidos nos cinco dias de Festa são apenas parte de uma manifestação cultural muito mais ampla.  São, na verdade, fruto de uma relação que atravessa as ruas da cidade de Paraty em todos os meses do ano. Ao ocupar os espaços públicos com cultura, e ao promover mecanismos de troca entre aqueles que transitam e aqueles que vivem no território, a Flip condensa uma dupla singularidade: diferencia-se de outras festas e festivais literários, da mesma forma que, ao incorporar-se no intenso calendário de comemorações populares de Paraty, reafirma essa identidade tão ímpar.

Este ano, a organização da Festa criou o Flip-se Hospitalidade, um canal de engajamento ao público interessado em participar da Flip. Por meio do e-mail hospitalidade@flip.org.br, as pessoas podem tirar suas dúvidas e receber informações em primeira mão sobre datas, hospedagem, ingressos e outras experiências oferecidas pela Flip.

A Flip acontecerá entre os dias 22 a 26 de novembro, em Paraty, Rio de Janeiro.

LEIA MAIS SOBRE LIVROS