Os Rejeitados faz cinema com o óbvio

Um filme despretensioso do diretor Alexander Payner que abusa dos clichês norte americanos e emociona ao aprofundar na humanidade que existe em todos nós

Paul Giamatti, Dominic Sessa e Da’Vine Joy Randolph em Os Rejeitados

Quando você sabe que o filme Os Rejeitados tem o diretor Alexander Payne (Pequena grande vida) no comando e que o elenco traz Paul Giamatti (Billions) e Da’Vine Joy Randolph (The Idol), você idealiza uma história que, ainda bem, não acontece. Os Rejeitados trabalha emoções e profundidades que precisamos e nem sabemos. O clichê das festas de fim de ano corroboram com a narrativa de um jeito mágico e assustador. Realmente revisitamos todos os nossos traumas nesse período e não importa qual a nossa realidade, sempre temos uma tristeza para acessar.

Que venham os bons ventos de 2024
Assassinos da Lua das Flores na Apple TV+
Prime Video anuncia trailer de Sr. e Sra. Smith

Na data mais esperada do fim do ano, os alunos e professores do prestigiado internato Barton Academy se preparam para passar suas férias com as famílias e amigos. No entanto, um grupo conhecido como Os Rejeitados fica para trás, sem lugar ou pessoas para visitar. Paul Hunham (Paul Giamatti), um professor altamente desgostado pelo corpo docente, sempre fica para trás e contra a sua vontade, é o responsável por cuidar dos estudantes que precisam ficar no colégio no feriado. Durante a tarefa, ele precisa lidar especificamente com Angus (Dominic Sessa), um adolescente rebelde que está lidando de sua própria forma com a morte do pai. Entre gritos, perseguições no corredor, detenções e conversas, os dois acabam descobrindo mais sobre a vida com a ajuda da cozinheira-chefe da escola.  

Os Rejeitados já está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Leia mais sobre conteúdos e anúncios de filmes

Acompanhe também conteúdos diários em nossos canais do YoutubeInstagram e Tiktok
Para apoiar nosso trabalho, acesse catarse/crisepanda 😉