Escolha uma Página

Os momentos mais bonitos e emocionantes de Sweet Tooth, seriado da Netflix, são narrados pelo tom imponente e reconfortante de James Brolin. O sobrenome pode parecer conhecido para os fãs da Marvel e não é por acaso, afinal, James é o pai de Josh Brolin, conhecido por dar vida a Thanos no MCU. Aos 80 anos, o ator e narrador chegou para ser a cereja do bolo do seriado, que encanta não apenas pelo roteiro bem desenvolvido, mas pela história incrível que passa ao longo dos episódios. 

Recentemente, tivemos a oportunidade de conversar com o elenco e a produção de Sweet Tooth, dentre eles, James. O narrador aproveitou para comentar como se pegou envolvido no projeto e as surpresas que vieram ao longo do caminho. 

“Eu não sabia nada sobre a série, apenas que se chamava Sweet Tooth. Eles me deram minhas falas e um microfone, além de me mostrarem os vídeos que eu teria que narrar. Até a última sexta-feira eu estava um pouco incerto sobre o que a série falava, mas eu juntei algumas peças e criei uma versão minha. Ao final, para mim foi como se fosse um filme de oito horas, porque quando eu assisti com a minha esposa, assistimos a todos de uma única vez. Meu lado escritor acabou falando alto e comecei a imaginar o que seria. Eu fiquei perdido no começo, mas eu já estive em trabalhos onde eu não me entendi com o diretor de início e tudo deu certo no final. Os primeiros dias são difíceis.”

James ainda comentou o significado do seriado em sua opinião:

“Para mim a série fala sobre amor. Passamos a vida procurando alguém para amar e alguém que ame a gente, seja família, amigos ou alguém para dividir a vida. Percebemos também o quão inúteis são os guerreiros, assim como o General, que chegam em nossa vida para roubar, para tirar coisas da gente. Eu acredito que o que eles querem, na verdade, é ser amados.”

Por fim, James aproveitou para revelar o significado que interpretar Sweet Tooth teve em sua vida:

“Eu passei anos da minha vida sendo humilhado por professores e alunos sempre que precisava fazer uma apresentação e isso doeu. Mas quanto mais eu fazia, mas eu via que eu não estava machucado fisicamente, era algo que eu fazia comigo mesmo. Quando eu recebi as falas, eu trabalhei nelas e nas variações, porque eu precisava narrar um filme que eu não podia ver. Foi muito importante pra mim, mas eu ainda acho que a minha esposa tem a melhor voz do mundo.”

Sweet Tooth está disponível na Netflix