Escolha uma Página

On My Block chegou a sua terceira temporada e marcou uma possível despedida da série. Embora a Netflix ainda não tenha confirmado a existência de uma nova leva de episódios, o desfecho encontrado para a terceira é convincente. Temos um final, clássico de novelas. Pontas soltas são amarradas e pouco é deixado para o futuro. Mas calma, voltemos ao começo.

A terceira temporada começa exatamente de onde a segunda nos deixou. O quarteto de protagonistas ainda tenta entender o que aconteceu após acharem o dinheiro do Rollerworld. Jamal (Brett Gray) está nas nuvens com sua conquista, bem como a certeza de que Little Ricky não está mais vivo. Ou era o que eles pensavam.

A série

Logo no trailer de divulgação é possível conhecer o roteiro da terceira temporada. Cuchillos (Ada Luz Pla) é a atual líder da gangue dos Santos, grupo da qual Spooky (Julio Macias) faz parte. Conhecida pelo lado cruel e por fazer tudo para conseguir o que quer, ela sequestra o grupo de amigos e os obriga a encontrar Little Ricky.

Cesar (Diego Tinoco), Jamal, Monse (Sierra Capri) e Ruby (Jason Genao) esperavam conseguir um pouco de paz após tudo o que passou. Agora eles precisam enfrentar o maior desafio e perigo de suas vidas. Cuchillos não é conhecida por poupá-las, pelo contrário. Eles precisam seguir as ordens, ou aqueles que amam sofrerão as consequências.

O elenco

A terceira temporada marca uma maior participação de diversos personagens. Jasmine (Jessica Marie Garcia) é a alma de On My Block, impedindo que a produção caia na mesmice das temporadas anteriores. O jeito carismático e espontâneo da atriz são exatamente aquilo que o seriado precisava. Nos divertimos com o show a parte de atuação de Jessica e ansiamos pelas próximas cenas.

O restante do elenco não surpreende, pois assim como o restante da temporada, trazem o que o público viu anteriormente, apenas com um roteiro diferente. A série ainda segue o ritmo dramático de novelas mexicanas, com o toque audacioso da Netflix. E por se tratar de uma produção adolescente, sabemos que grandes plot twists não acontecerão.

On My Block

Os novos episódios são o desfecho que a história precisava. Mesmo que não haja uma quarta temporada, pouco é deixado em aberto. A principal pergunta gira em torno de Little Ricky, que ao final de todos os oito episódios, ainda não é encontrado. Fica a cargo do público imaginar o que aconteceu com a lenda do Rollerworld.

O grande ponto fraco de On My Block na terceira temporada é investir na atuação de Diego Tinoco e Julio Macias. Os irmãos são mais aproveitados e têm suas chances de brilhar, com monólogos emocionantes e fervorosos. Mas não funciona. Macias e Tinoco são fracos e o jeito valentão de seus personagens nos dá vontade de rir. Parece que estamos diante de uma paródia ou uma sátira, tão forçada é a atuação.

On My Block cumpriu seu papel na Netflix. Em suas três temporadas foi a novela mexicana do streaming, com uma pegada adolescente da atualidade. É uma ótima produção para divertir e ver em família, sem os dramas tradicionais do gênero. Não há violência, não há palavrões e nem tudo aquilo que serviria para dar um requinte mais maduro na produção. Não é necessário, mas certamente seria uma grande melhora.

On My Block está disponível no catálogo da Netflix.