Mark Rylance comenta a importância de Os 7 de Chicago

É provável que você reconheça Mark Rylance por seus trabalhos mais recentes, como Halliday em Jogador Número 1 ou ainda o protagonista de O Bom Gigante Amigo. O ator de talento gigantesco já protagonizou inúmeras produções e esteve presente em filmes como Dunkirk e Ponte para Espiões, ambos indicados ao Oscar. Seu mais recente trabalho chega essa semana na Netflix e precisamos falar sobre ele.

Rylance dá vida a William Kunstler em Os 7 de Chicago. Ele interpreta o advogado dos réus que dão título ao filme, em um dos julgamentos mais conhecidos e mais longos da história norte-americana. O filme chega essa semana ao streaming e se destaca não apenas pelo roteiro muito bem desenvolvido, como também pelo elenco de excelente qualidade.

Em uma entrevista exclusiva com o ator, Rylance comentou um pouco sobre o significado que Os 7 de Chicago trouxe para si:

Eu tinha 8 anos em 1968, então não lembro muito infelizmente (do caso). Meus pais eram liberais, mas eramos ingleses vivendo na America. O que mais lembro dessa época foi a morte de Robert Kennedy. Eu criança, pegando meu carrinho e encenando o funeral no terreno da escola, onde meus pais eram professores. Mas eu soube mais disso quando fui envelhecendo e foi fantástico ler mais sobre isso e experiencar através do roteiro e do set. 

O ator comentou ainda sobre o que conseguiu aprender com toda a história e o roteiro do filme.

Eu me apaixonei pelo William Kunstler. Fiquei bem tocado em saber mais sobre os Panteras Negras e as nobres ideias que tinham. Ideias totalmente justificáveis. Elas tinham sido apresentadas a mim de maneira mais ameaçadora do que deveriam. Eu só queria que eles tivessem sido ouvidos e não ter sido tão mal tratados naquela época. Estaríamos em um lugar melhor agora. 

Os 7 de Chicago chega no próximo dia 16 à Netflix.

LEIA MAIS SOBRE FILMES