Escolha uma Página

Se você pensa que o trailer te entregou muita coisa sobre a 4ª parte de La casa de Papel, se engana muito. Claro, as cenas estão ali… Mas, nem tudo o que parece é nessa série. Então esqueça, toda teoria que você ouviu, ou leu sobre o novo ano, pois certamente tudo perderá o sentido quando começar a assistir. Não te darei spoilers, se é o que te preocupa, mas trago aqui, minhas primeiras impressões, com o que podemos esperar nesta nova fase do “atraco“.

 É fato que a qualidade narrativa e fotográfica da trama se mantém intacta, bem como os atores que entregam a carga dramática necessária. No entanto, continuo a me questionar a necessidade de se introduzir o “Arturito” na trama.

“”A tensão que vimos no fim do episódio da terceira parte, se mantém. Afinal, temos uma das principais personagens ferida, lutando entre a vida e a morte, enquanto a inescrupulosa inspetora Sierra parece querer usar o que fez como moeda de troca. Mas, a tensão não se limita ao Banco da Espanha, o Professor precisa lidar com o luto e, ao mesmo tempo, evitar ser preso e colocar o plano em risco e para isso, conta com Marselha, que aparentemente terá mais destaque. Toda essa adrenalina é sentida pelo expectador, então se prepare para vibrar, desesperar e emocionar.

Muito que vimos na parte três e pareceu superficial, será -de certa forma- aprofundado e veremos consequências dos principais acontecimentos anteriores. La casa de Papel te faz esquecer o espaço-tempo e te entrega emoção como o principal gatilho para os eventos; não temos ideia real de quando aconteceu, mas certamente terá efeito posteriormente. O tempo é tão relativo na série, que você se pergunta como feridas se curam tão rapidamente, tecendo um paralelo de que algumas sim, mas outras permanecem vivas dentro de nós.

“Isso não é só um assalto, e você sabe disso”, essa frase dita por Palermo ao professor, reflete muito do que é o show, e das lições que ela quer deixar transparecer. Sutis diálogos que variam de conselhos amorosos, sexualidade, traumas; entre um problema e outro dentro e fora do Banco da Espanha nos mostram de maneira, até mesmo irônica que além de tudo, todos querem ser felizes em ao sistema falho da sociedade.

Aléx Pina nos transporta para um turbilhão de eventos cria para nós uma espécie de BBB, onde pessoas com pensamentos distintos e impulsos distintos se unem para ganhar juntas bilhões. Mas, até que ponto isso resistirá? A mente humana é uma incógnita e entre um “atraco” e outro tudo pode ter mudado.

No mais, se prepare para rir, chorar, surpreender… Mas, principalmente, prepare seu coração.

A 4ª parte de La casa de Papel estreia dia 3 de abril na Netflix.