Escolha uma Página

Chegou no último dia 13 na Netflix a adaptação de VIRTUDE INDECENTE de Nora Roberts. Intitulado INDECENTE, acompanha a escritora Garce, famosa por seus romances policiais; vai ao encontro de sua irmã Kathleen, após inesperado contato, depois de anos afastada devido um vício superado. Nora descobre então que a mesma está movendo um processo de guarda contra seu poderoso ex-marido.

A história vira de ponta cabeça quando Nora, após voltar de um encontro com Ed, um detetive vizinho de Kathleen, a encontra morta.

Segredos veem a tona, entre eles, que Kathleen trabalhava criando vídeos eróticos em uma plataforma especializada.

Tudo isso poderia ser um enredo incrível, se as resoluções não fossem tão previsíveis e plots relevantes esquecidos, como se nem houvessem sido mencionados.

A sensação que tive ao assistir é que tentaram criar uma atmosfera sensual e sexualizada enquanto todo o mistério por trás do crime se torna previsível e superficial.

Não há motivação palpável para o “assassino” -que inclusive você descobre assim que coloca o olho no indivíduo-, e a conclusão é risível se comparada a vastidão de caminhos que poderia se seguir.

Nem o mistério se sustenta e torna a obra assistível. Atuações ruins, reviravoltas medíocres tornam INDECENTE uma das piores adaptações disponíveis na Netflix. Veja se tiver coragem.

Indecente já está disponível na Netflix

LEIA MAIS SOBRE FILMES