Escolha uma Página

Na vida dos petroleiros de ‘Ilha de Ferro’, pode-se dizer que, entre embarques e desembarques, eles morrem e renascem a cada nova jornada. Em alto-mar ou em terra firme, a segunda temporada da série vem com mais tormentas. Treinamento de alto risco, explosões, resgates, sequestros. Estar a bordo da Plataforma 137 é trabalho, mas é também adrenalina, suor e aventura. Em casa, no entanto, sempre tem alguém meio perdido, esgarçado pelos problemas do dia a dia.

Na nova temporada, Cauã Reymond e Maria Casadevall ganham novos companheiros de cena: Mariana Ximenes, Rômulo Estrela, Eriberto Leão e Erom Cordeiro.

A vida dupla, 15 dias em cada lugar, trocando o dia pela noite, faz com que eles não se sintam inteiros em lugar nenhum. “Vamos continuar contando a história desse cara que se sente melhor dentro da plataforma, longe da terra, do que em casa. Vamos mostrar essa dualidade entre terra e mar que quem trabalha numa plataforma sente. Eles se sentem meio esquisitos em terra, e nem totalmente naturais na plataforma. A gente está sempre tentando desvendar o que esse tipo de trabalho e estilo de vida impacta nos relacionamentos das pessoas”, resume o diretor.

Para destrinchar esses relacionamentos, a trama ganha um novo colorido, novas pontas no “polígono” amoroso central.

Os conflitos e turbulências de Dante (Cauã Reymond) e Julia (Maria Casadevall) aumentam de potência com a chegada do Comandante Ramiro (Rômulo Estrela), da Dra. Olívia (Mariana Ximenes) e de Diogo (Eriberto Leão), irmão da Júlia e presidente da empresa petrolífera.

A 2ª temporada de Ilha de Ferro estreia dia 25 de outubro no Globoplay