Henry Cavill abre coração em entrevista exclusiva sobre Argylle

A comédia de ação “Argylle – O Superespião” implodiu nas bilheterias norte-americanas. A produção de alto orçamento dirigida por Matthew Vaughn arrecadou apenas US$ 18 milhões em sua estreia em 3.605 cinemas.

Crédito: Universal Pictures

Baseado na obra de Ellie Conway, escritora renomada por uma série de romances de espionagem protagonizados pelo agente Argylle, o longa traz um elenco estelar com Bryce Dallas Howard, Henry Cavill e Sam Rockwell interpretando, respectivamente, os personagens Elly Conway, Argylle e Aiden.

Henry Cavill entrou de cabeça no projeto por confiar totalmente no diretor Matthew Vaughn. Matthew teve uma ideia, ligou para Cavill e ele simplesmente disse “OK!”. A partir daí, ele recebeu o roteiro e adorou a história e a produção. Foi amor à primeira vista!

Criação da mente fértil de Matthew Vaughn (franquia Kingsman, Kick-Ass: Quebrando Tudo), Argylle – O Superespião é um thriller de espionagem inteligente, internacional, ácido e engenhoso.

“Trabalhei com Matthew em Stardust e, desde então, assisti a todos os seus filmes sempre que eram lançados. Ele está sempre forçando os limites e mudando tudo, tentando trazer coisas novas. Matthew está sempre autoconsciente sobre o mundo e ele se mantém atento para se ajustar e transformar conforme necessário.”

Crédito: Universal Pictures

Embebido pelo ar inspiracional de Agatha Christie, Argylle é um filme que apresenta tantas reviravoltas quanto soluções para sua própria trama. O diretor já esteve envolvido em produções como Kingsman e Kick-Ass e isso fica bem aparente na maturidade corajosa do novo filme. Quando você domina um gênero e se permite brincar com as possibilidades, o céu deixa de ser o limite.

“Acho que as diversas franquias de espionagem, incluindo Kingsman, citam esse tipo de personagem que eu interpreto em Argylle. Ele é a versão idealizada de um espião. Então trata-se apenas de juntas todos esses elementos tradicionais e clichês, adicionar um pouco de Matthew Vaughn – que dá mais cor à tudo – e tornar tudo mais emocionante ainda.”

Crédito: Universal Pictures

Bryce Dallas dá vida à escritora Elly Conway e, de acordo com o diretor, desde que fez seu teste para o papel, não haveria outra possibilidade. Tinha que ser ela! Para Henry Cavill, ser o Argylle da mente de Elly vivida por Bryce Dallas, tornou tudo mais especial ainda:

Argylle é um personagem fictício dentro de um mundo fictício. Ele foi divertido de interpretar porque ele está sempre na imaginação de Elly. Isso permite uma separação do mundo real em que os personagens de Bryce e Sam vivem. Tudo sobre o mundo de Argylle é intensificado, assim como a natureza dessa história.

Henry Cavill também falou sobre a sincronicidade que precisou criar com a atuação de Sam Rockwell. De certa forma, eles são a mesma pessoa, só que em mundos diferentes.

“Trabalhei o mais próximo que pude de Sam, ele é extraordinário em criar magia nos momentos certos. Nossa tarefa, claro, era entregar nossos próprios personagens, mas tivemos que nos sincronizar para dar à Matthew a oportunidade de cortar de um para o outro dentro de um piscar de olhos (por exemplo), fazendo-nos estar exatamente na mesma posição. Foi um desafio já que nossos personagens são muito diferentes.

Crédito: Universal Pictures

O filme também entrega cenas de ação eletrizantes e, por mais que estejamos super acostumados a ver Henry Cavill resolvendo os problemas da humanidade enquanto luta com 10 pessoas ao mesmo tempo, ainda assim, impressiona ver a versão disso tudo em Argylle.

“O aspecto físico do filme ficou bem mais pesado nas mãos dos dublês, foi a partir daí que nosso treinamento começou. Eu corri muito para ficar em forma e aguentar os logos dias de filmes mas, no geral, apenas seguia as instruções da equipe de dublês e o que eles faziam. Era como uma dança.

No filme também temos John Cena, que interpreta Wyatt – claramente o corpo musculoso que está pronto para qualquer coisa.

“Ele é o cara que você recorre quando quer que alguma coisa seja destruída – coisa que ele faz com muita eficiência. Waytt e Argylle não concordam, necessariamente, em tudo, mas considerando todas as adversidades do filme, eles até que se dão muito bem.”

Argylle – O Superespião está em cartaz nas principais salas de cinema do Brasil.

Leia mais sobre os conteúdos de filmes

Acompanhe também conteúdos diários em nossos canais do YoutubeInstagram e Tiktok
Para apoiar nosso trabalho, acesse catarse/crisepanda 😉