Escolha uma Página

O início de um final épico!

Há muitos anos os fãs do Universo Cinematográfico da Marvel esperam ansiosos pelo desfecho de 10 anos de histórias dos heróis mais poderosos da terra, e finalmente essa demora foi recompensado com o lançamento de Vingadores: Guerra Infinita, a primeira parte de um final que foi pensado por uma década! Sem desperdiçar nenhum segundo de suas duas horas e quarenta minutos, o filme se constrói de uma maneira quase perfeita, fazendo o espectador vibrar na cadeira do início ao fim dessa jornada.

MARVEL | AS 3 MELHORES ANIMAÇÕES!

MARVEL | OS 3 MELHORES JOGOS!

Se alguém acertar os acontecimentos de Guerra Infinita antes de ver o filme, pode acreditar que foi apenas um chute bem dado. O filme tem tantas reviravoltas e acontecimentos inesperados que se torna impossível de alguém acerta-los. Para que a trama desse filme faça sentido foi necessário ler e reler os roteiros de todos os filmes anteriores, para fazer tudo se encaixar perfeitamente na história. Os objetivos do vilão Thanos ficam claros desde o início, além de sua motivação ter uma base consistente o suficiente para funcionar muito bem dentro da história.

Algumas personagens podem ficar sem tanto papel no longa, mas isso não é um defeito, e sim um fato. Por terem tantos personagens em um mesmo roteiro, seria impossível dar o papel de “protagonista” para todos. Aqueles que já cumpriam papeis secundários, como Groot e a Mantis, seguem sem grandes alterações em suas funções. Já personagens principais, como o Homem de FerroPeter QuillCapitão América e Thor ganham ainda mais profundidade em suas personalidades, seja devido a uma perda ou a um objetivo a ser conquistado.

Outro ponto muito importante a ser citado sobre a construção de personagens é como funcionou o papel de Thanos na trama. Com base nos filmes anteriores não era possível entender direito como funcionava o personagem do vilão e sua personalidade. Em Guerra Infinita deram a oportunidade para ele realmente mostrar seus objetivos, seus sentimentos e justificar tudo isso. Isso funciona tão bem, que faz o espectador entender o lado do vilão, e não apenas odiá-lo por ser uma figura que faz o mal por fazer o mal. Seus objetivos fazem sentido e a motivação se encaixa tanto no Thanos quanto com o enredo.

Por haver a junção de diversos filmes e franquias, seria muito comum de acontecer uma “falta de química” nas interações entre seus personagens. Mas isso, felizmente, não ocorro! Por ser trabalhado em vários núcleos de acontecimentos, foi possível distribuir os personagens de uma maneira que eles funcionem dentro de suas próprias narrativas e misturando com as narrativas dos outros. Todos os núcleos se tornam importantes por terem objetivos que fazem parte da história, nada é feito em vão, sem necessidade. Cada ação tomada resulta em algo que ajuda a guiar a narrativa de uma maneira fluida e divertida. Além disso, o humor do filme está presente o tempo inteiro, mas não atrapalha o andamento das cenas. As piadas se integram na narrativa e passam a fazer parte da conversa.

Vingadores: Guerra Infinita é, sem dúvidas, um doso melhores filmes de todo o Universo Cinematográfico da Marvel e um dos filmes de heróis mais bem pensados de todos os tempos. Com efeitos especiais incríveis e novas ideias que trazem vigor para a franquia, Guerra Infinita se destaca dos demais e colhe os frutos do que plantou por 10 anos de histórias incríveis.

Não deixe de acompanhar o Coxinha Nerd para mais informações!

MARVEL | AS 3 MELHORES SÉRIES!

Vingadores: Guerra Infinita estreou dia 26 de abril nos cinemas do Brasil.

APROVEITE PARA CONHECER NOSSO CANAL DO YOUTUBE:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

O que esperar de PINÓQUIO?

O que esperar de PINÓQUIO?

Dirigido por Robert Zemeckis e com Tom Hanks como Gepeto, o live-action estreia em 8 de setembro na plataforma