A próxima série do Globoplay irá relembrar uma história conhecida por muitos na internet. A inimizade de mais de 60 anos entre uma avó e uma vizinha foi retratada pelo neto em uma thread no Twitter. Mal sabia ele que sua história seria vista por Glória Perez e transformada no mais novo sucesso da Rede Globo. A guerra declarada traz de um lado, Turandot (Arlete Salles); do outro, Yolanda (Vera Holtz), a Boi.

Ninguém sabe ao certo quando tudo começou. O neto Eduardo, que na série recebe o nome de Roblou (Daniel Rangel), resolveu contar sua história ao mundo e foi ouvido. Roblou tenta sobreviver ao ambiente hostil onde foi criado e se agarra à única oportunidade que encontra em seu caminho: Demimur (Valentina Bulc), menina cheia de sonhos com quem descobre as alegrias e as dores do amor.

Tivemos a oportunidade de conversar com Daniel Rangel e Eduardo Hanzo, o intérprete e o neto da história. Ambos comentaram a felicidade e o prazer de trazer essa história para o público, além de trabalhar com grandes nomes do entretenimento.

“Quando minha avó soube, ela deu uma surtada e ameaçou quebrar minhas pernas. Mas hoje em dia está tudo bem, ela já aceitou. Eu ainda não fui lá ver a vizinha, mas pelo que eu escuto ela tá ok, se bobear acho que nem vou

A arte imita a vida. Tudo começou com a Gloria Perez, ela que viu primeiro e acreditou que daria uma história.” – comentou Hanzo.  

Ele ainda comentou o quão feliz ficou com a participação do elenco escolhido, além de Miguel Falabella e Gloria Perez. 

“Eu pensei que era pegadinha e que alguém tinha criado uma conta falsa no Twitter. Saber que ela tinha interesse na história, em criar algo tão legal, não parecia verdade. Todas as partes foram generosas comigo, me deixando participar da história. O Miguel foi incrível! Quando comecei a conversar com a Gloria, o nome dele foi o primeiro, falamos juntos.

O Miguel me deixou participar do roteiro. Fomo para o Rio e dividimos a história, como seria. Conversamos por Skype, por whatsapp, sobre ideias, sobre personagens. Quando eu postei, nada disso passou pela minha cabeça. Eu postei de forma totalmente despretensiosa, puxei o celular do bolso pra reclamar da vida no twitter. Foi totalmente pra matar o tempo. Não passou pela minha cabeça que viraria isso.

Daniel ou Roblou?

Intérprete do neto da avó, responsável pela publicação no Twitter, Daniel Rangel dá vida a Roblou. O ator comentou o quão feliz e honrado ficou com o papel, o qual segundo ele, é o mais importante de sua carreira. E embora tenha iniciado no Twitter, o ator confessou não saber da história até o momento do teste.

“Eu sabia que série era real, que era uma história que tinha acontecido, mas não acompanhei a thread. Fiquei sabendo quando fiz o teste, li a história. É muita responsabilidade, é meu trabalho de maior repercursão. Desde que lançou no Globoplay muita gente passou a ter acesso e eu estou muito feliz em conseguir me comunicar com o público dessa forma.”

Daniel ainda comentou o significado que Eu, A Vó e a Boi tem para ele, além de toda a admiração por Miguel Falabella.

A série é uma série de ódio, menos o Eduardo. Ele é o amor em um mundo cheio de rancores. As pessoas vão se identificar com ele, é um papel inacreditável. Eu nunca fiz um teste em que eu senti que a pegada do personagem era mais em baixo, quebrando a quarta parede como a gente não faz muito aqui no Brasil. Foi uma grande responsabilidade.

O Miguel é genial, é muito generoso. Ele tem uma crítica, ele tem humor. O fato de ser uma história real traz uma responsabilidade. 6 episódios são muito pouco e a gente deve isso ao Miguel. Quando eu penso nele, eu penso no George Martin. Ele criou um universo dele, que é só dele. Ele me deu essa missão e ficou muito claro que eu teria uma responsabilidade muito grande.

Foi um prazer trabalhar de forma lúdica com todo mundo. Eu me inspirei muito no Miguel, no humor dele. Ele sempre tem uma história pra contar.”

‘Eu, a Vó e a Boi’ é uma série original Globoplay, desenvolvida pelos Estúdios Globo. Criada e escrita por Miguel Falabella, com Flávio Marinho e Ana Quintana, a partir de uma ideia original de Eduardo Hanzo, a obra tem direção artística de Paulo Silvestrini e direção de Mariana Richard.

Eu, a Vó e a Boi chegou ao Globoplay no último dia 29.