Escolha uma Página

O saguão do Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, ganhou ares de anos 1960 na noite desta terça-feira, dia 26, para o evento de lançamento de ‘Se eu Fechar os Olhos Agora’, que estreia no dia 15 de abril na Globo. Espalhadas pelo ambiente, fotos das gravações davam o clima de suspense de alguns dos momentos mais marcantes da minissérie escrita por Ricardo Linhares com direção artística de Carlos Manga Jr., inspirada no livro de Edney Silvestre.

Os convidados assistiram, com exclusividade, ao primeiro episódio da minissérie, que estará disponível na íntegra para os assinantes do Globoplay a partir de 08 de abril. Antes da exibição, o autor Ricardo Linhares e o diretor Carlos Manga Jr. falaram sobre a realização do projeto. “O que me pegou no livro foi a amizade de Paulo e Eduardo. A história começa mais leve, mais inocente, e vai se tornando mais densa a partir do desenrolar da história. O tempo todo, escrevi com muita emoção, acreditando naquilo e achando muito bonita a trajetória daqueles personagens”, revelou Linhares. “Foi uma obra feita com muito suor e muito amor. Agora estamos ansiosos para saber o que o público que vai assistir na TV vai achar”, confessou o diretor.

O elenco conversou com jornalistas e convidados sobre a expectativa para a estreia, já que as gravações se encerraram há mais de um ano. “É gostoso ver um trabalho que a gente finalizou há algum tempo ir ao ar agora porque traz de volta as boas lembranças das gravações”, comentou a atriz Débora Falabella, que ainda falou sobre sua personagem, a primeira-dama Isabel. “Ela precisa se colocar na sociedade ao lado do marido, mas o casal vive de aparências. Eles tentam mostrar uma imagem perfeita, de uma família modelo, e escondem suas frustrações – e alguns outros segredos”. Os atores mirins Xande Valois e João Gabriel D’Aleluia, que interpretam os amigos Eduardo e Paulo, também contaram o que esperam da estreia. “A série é surpreendente e acredito que o público vai gostar bastante. Foi um trabalho muito prazeroso de fazer”, afirmou Xande, que teve coro de João Gabriel: “É uma história que te prende. Tem muito mistério, não dá vontade de parar de assistir”.

Após a exibição, Edney Silvestre autografou exemplares do premiado livro que inspirou a minissérie, um presente para os convidados. A ideia de adaptar o livro para a TV partiu de Ricardo Linhares, que acabou se tornando amigo do jornalista ao longo do percurso. “Quando o Ricardo propôs, eu pensei que seria impossível. Nunca acreditei que aquilo tudo que se passava na memória do personagem narrador da história pudesse se transformar em imagens numa minissérie. Aí o Ricardo foi lá e transformou o impossível em possível”, comemorou Edney.

A história de ‘Se eu fechar os olhos agora’ é narrada através das memórias de Paulo (João Gabriel D’Aleluia/Milton Gonçalves). Com ele, voltamos ao início dos anos 1960 e viajamos até a fictícia São Miguel, no interior do estado do Rio de Janeiro. Durante uma escapada da escola, Paulo e Eduardo (Xande Valois) encontram o corpo da jovem Anita (Thainá Duarte) à margem de um lago. O mistério em torno da morte da moça é apenas o fio condutor da história, em que ninguém é exatamente o que aparenta. “Meu personagem, o prefeito Adriano Marques Torres, está envolvido nisso junto com alguns outros poderosos da cidade. Mas ninguém quer que a verdade venha à tona porque seriam revelados segredos que eles fazem de tudo para manter escondidos”, pontuou o ator Murilo Benício.

ZUMBIS | OS MELHORES FILMES E SÉRIES COM OS MONSTROS!

Ao longo da minissérie, outros crimes acontecem. Paulo e Eduardo contam com a ajuda do enigmático Ubiratan (Antonio Fagundes) para esclarecê-los, antes que se tornem as próximas vítimas. Eles acabam se envolvendo em uma trama que ameaça o jogo político e social de São Miguel. “São três detetives improváveis tentando descobrir o que aconteceu. Ao mesmo tempo em que buscam trazer a verdade à tona, Ubiratan e as crianças têm que tomar cuidado para não serem as próximas vítimas. Por coincidência, eu tinha sido a voz do audiobook do livro, então, quando fui chamado para a minissérie, adorei. Eu já tinha intimidade com a história e acho que o Ricardo Linhares conseguiu fazer uma adaptação maravilhosa, respeitando a obra do Edney e ainda criando em cima”, elogiou Antonio Fagundes, que ainda destacou o trabalho com os meninos. “Foi muito bom ver o brilho nos olhos deles durante as gravações e perceber como tudo ali era uma descoberta. Fico feliz em pensar em que daqui a uns 20 anos eles poderão dizer que trabalharam comigo no início da carreira deles”.

Inscreva-se em nosso canal do Youtube, postamos vídeos todos os dias de diversos temas como filmes, séries, tecnologia, eventos, viagens e muito papo divertido! Além, claro, das lives que rolam toda semana por lá! Venha fazer parte da nossa galera Coxuda do youtube: youtube.com/coxinhanerd

ENTRE NOS NOSSOS CLUBINHOS  http://bit.ly/nossosclubinhos

APOIE O COXINHA NERD http://coxinhanerd.com.br/apoia-se

COMPRE SUA COXINHA http://desejonerd.com.br

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:

HOUSE OF THE DRAGON • Uma série de LACRAÇÃO?

HOUSE OF THE DRAGON • Uma série de LACRAÇÃO?

Vídeo sobre o comentário da atriz Milly Alcock, a Rhaenyra Targaryen jovem de A Casa do Dragão, sobre o papel de sua personagem na história da série e a força da misoginia na história dos Targaryen e das Crônicas de Gelo e Fogo.