Conversamos com o elenco da série The White House Plumbers

A série original HBO de cinco episódios conta a história de como os sabotadores de Nixon e mentores do Watergate

Chega hoje (01) à HBO e HBO Max, sua nova série original The White House Plumbers (Os encanadores da Casa Branca).

Criada e escrita por Gregory e Huyck e dirigido por Mandel, ‘The White House Plumbers’ é baseado em parte em registros públicos e no livro Integrity de Egil “Bud” Krogh e Matthew Krogh. A série conta a história real de como os próprios sabotadores políticos de Nixon e mentores de Watergate, E. Howard Hunt (Harrelson) e G. Gordon Liddy (Theroux), derrubaram acidentalmente a presidência que zelosamente tentavam proteger.

À convite tivemos a oportunidade de conversar com Yull Vazquez que interpreta Bernard ‘Macho’ Barker; Tony Plana que interpreta Rolando ‘Musculito’ Martinez e Alexis Valdés que interpreta Felipe De Diego. Os atores nos deram mais detalhes de seus personagens, bem como suas espectativas para a etreia.

Vazquez começa nos dizendo que se lembra muito dos acontecimentos do Watergate, que ele e seu tio “Estavam na invasão da Baía dos Porcos” então, que tudo isso é muito vivo em sua mente.

“[…] Se você é cubano… não posso dizer todos os cubanos, mas você entenderia, geralmente entenderia que os ladrões eram cubanos muito leais a Hunt devido ao invasão da Baía dos Porcos […] – conta

Em seguida Tony Plana reflete:

“[…] também houveram outros incidentes em que Hunt usou esses caras, lembro-me, acho que durante a convenção democrata, lembro que acho que houve outras vezes em que ele os usou para algumas operações. Isso é o que não é abordado no show é que esses caras, esses caras fazem outras aparições ao longo da história que ninguém realmente conhece. Mas esses caras eram operativos, você sabe, eles fariam, você sabe, Watergate era outro trabalho […] eles eram ativos da CIA cubana e […]Há muitos cubanos na inteligência da comunidade de inteligência americana, a CIA. A estação de Miami ficava atrás da Universidade de Miami ao mesmo tempo. Portanto, há muitos cubanos na comunidade de inteligência que talvez os americanos não percebam o nível de envolvimento no Vietnã. Havia agentes cubanos da CIA mesmo no Vietnã…”

E conclui falando sobre seu personagem:

“ele era […] é muito claro historicamente que ele fez parte da CIA por mais de 30 anos, realizando cerca de 350 missões clandestinas na ilha, contrabandeando pessoas para dentro e para fora a ilha com seu barquinho, você sabe, Então ele era, Contrarrevolucionário contra o regime castrista. E eu e eu também acho, sinto que ele era a única outra pessoa. As pessoas não sabem disso, mas ele foi a única pessoa além de Nixon a ser realmente perdoado, por Ronald Reagan. E acho que é por causa de seu envolvimento de longo prazo na CIA e no que eles consideravam,emissões patrióticas americanas contra o regime comunista em Cuba.”

Alexis comenta sobre como a língua foi um dos seus maiores desafios na série:

“Meu maior desafio foi o inglês, porque eu não falo inglês tão fluentemente quanto eles. Mas eu tenho que estudar um pouco a história no momento porque eles cresceram em Miami, eu não[…] E eu tento entrar nisso para entender a motivação desse cara.”

Para Tony, tudo foi muito real “Foi algo que vivi” explica o ator

“[…]o compromisso ideológico com a contra-revolução e qualquer coisa que de alguma forma eles contribuam que possa contribuir para você e eles foram informados de que estavam procurando evidências na sede do comitê democrático de contribuições de Fidel Castro ao Democrata. Candidato presidencial, o que nunca foi verdade e nunca realmente se materializou, então novamente eles fariam parte deles serem enganados para isso e facilmente, então é interessante para mim, você sabe, mostrar que éramos como pequenos peões neste grande jogo de xadrez que estava sendo jogado e realmente nós levamos o golpe, muitos de nós levaram o golpe e nos recusamos a parte de um julgamento para que não surgissem mais informações.”

Tony finaliza falando sobre as lições e a importância de se contar essa história:

“[…] minha primeira lição disso. Não acredite em tudo que você ouve. Não acredite em tudo que te falam… no final das contas, participamos de contar a história de um ponto de vista muito satírico e, na verdade, mais do que qualquer coisa, do ponto de vista de G Gordon Liddy e Howard Hunt. E então você sabe, fomos novamente peões neste jogo de xadrez e… Acho que a lição para mim é que você sabe que temos que ter cuidado com o fanatismo extremo e a lealdade cega a qualquer ideologia ou causa, porque pode acabar sendo desastroso e realmente contribuir para ser contraproducente para o que você deseja alcançar , seja ideológica ou ou política ou mesmo pessoal. Então isso para mim é o mais importante. E a outra coisa é que esta é uma peça muito divertida. É muito engraçado e foi um verdadeiro desafio porque nós, eu cheguei com uma conexão muito séria, profunda, trágica com isso e de repente estávamos… foi desafiador no começo, mas eventualmente acho que todos nos ajustamos e acho que Woody e Justin meio que lideraram a carga em termos da natureza satírica que você conhece disso. Eles estabeleceram o tom e nós apenas o seguimos.”

Então não perca a estreia desta produção que promete, hoje, 01 de maio na HBO e HBO Max!

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES

Acompanhe a gente também no Youtube no Instagram e no Tiktok! Tem conteúdos por lá todos os dias! Para apoiar nosso trabalho, acesse catarse/crisepanda 😉 Obrigada!!