ENTRE AS ESTRELAS | Conheça e apoie o novo jogo do Split Studio no Catarse

“Quando queimadas criminosas expulsam uma comunidade inteira de seu lar, duas irmãs são separadas pelo ataque de grileiros e se veem obrigadas a tomar rumos diferentes na luta pela sobrevivência – da sua própria, de seu povo e de toda a região em que cresceram.”

O texto acima faz parte da sinopse do novo projeto da Split Studio, “Entre as Estrelas”, mas poderia ser uma das inúmeras histórias produzidas pela violência histórica contra povos indígenas brasileiros.

Com a crença de que o entretenimento é uma poderosa ferramenta de transformação da realidade, a Split lança, no dia 29 de dezembro, a campanha de financiamento coletivo de seu primeiro jogo original, que apresenta a jornada fantástica das irmãs Ari e Tai, uma aventura repleta de perigos reais, seres sobrenaturais e que, de quebra, amplifica o debate sobre questões socioambientais fundamentais.

“Entre as Estrelas” é um jogo de plataforma 2D e aventura, com forte apelo da história, elementos de combate e resolução de puzzles. O jogador terá uma experiência narrativa fluida e cativante, com visual impactante, ao mesmo tempo em que é envolvido por uma jogabilidade dinâmica e divertida – inspirada em jogos como “Inside”, “Child of Light” e “Ori and the Blind Forest”.

Contando com profissionais indígenas de diferentes etnias na equipe, o jogo mostra em sua história um pouco da riqueza narrativa de povos originários brasileiros, além de abordar com todo cuidado os desafios que povos reais sofrem com incursões ilegais nas regiões em que vivem – e sempre viveram. O visual e a narrativa são livremente inspirados nos povos Kadiwéu e Guarani Kaiowá.

“Esse jogo é muito importante para mim, por falar sobre a questão indígena atual do Brasil e atentar a população de que, muito antes desse território ser ‘Brasil’, ele é um território indígena, que chamamos de ‘Pindorama’. e que existem várias narrativas que remontam os nossos antepassados, os nosos pais, os nosso avós.” – Nicolle Nascimento Ansay, Roteirista e Produtora do projeto.

A campanha ficará no Catarse até o fim de fevereiro de 2023, e a escolha do crowdfunding foi mais que natural; além do amplo histórico de financiamentos bem-sucedidos de conteúdos no universo jovem e geek, é líder em financiamento coletivo no Brasil. A Split acredita que a construção de propriedades intelectuais fortes também passa pela busca de novos mecanismos de financiamento para a produção. Por isso, confiamos no potencial do financiamento coletivo como uma forma de viabilizar de maneira independente projetos das mais variadas mídias e temáticas, de uma forma transparente e mais próxima do público final, que é quem mais importa.

Para concretizar o objetivo do projeto em colaborar na luta contra os problemas enfrentados por povos indígenas brasileiros – além de amplificar o debate sobre temas importantes –, “Entre as Estrelas” vai repassar 15% da verba arrecadada para associações indígenas como AJI (Associação Jovens Indígenas), Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil) e ANMIGA (Articulação Nacional das Mulheres Guerreiras da Ancestralidade) 

Além disso, a campanha traz o propósito da Split de usar a animação como uma ferramenta de capacitação, trazendo cursos da mais nova Split Academia como recompensas para apoiadores. E, ainda dentro do objetivo de trazer representatividade indígena para o jogo e para o meio de animação como um todo, 10% de todas as vagas de cursos, masterclasses e portfolio reviews da Split Academia serão destinadas a estudantes indígenas.

“Quando a gente tá numa luta pela igualdade, pela equidade, pela transformação social e espiritual, a gente leva com a gente o nosso povo, que é a junção de todos esses [povos] que existem até hoje, mesmo após a colonização” – Ian Wapichana, Compositor e Instrumentalista do game.

APOIE A CAMPANHA AGORA NO CATARSE!