Escolha uma Página

“Slasher Films” é a categoria dos filmes de horror/terror que mais lucram no cinema, mesmo assim sofre preconceito de todos os lados, mas você já ouviu o termo “Slasher Films”?

“Slasher” é um termo usado nos EUA para retalhar, cortar e afins. Franquias de sucesso como Sexta Feira 13, O massacre da serra elétrica entre outros entram no esquema dos “Slasher Films”.

Até o início dos anos 90 o mercado estava tão saturado de filmes de terror que se tornou difícil defender a categoria. Ficou claro que os cineastas e estúdios estavam se tornando desleixados e vomitavam produções ao custo mínimo para lucra ao máximo.

Ultimamente (nos últimos 10 anos), muitos grandes filmes de terror têm sido massacrados ferozmente por críticos e fãs. Isso vai trazer a fórmula antiga de volta ao jogo, os “Slasher Films”?

Eu não entendo o porque estão vendo isto como uma coisa ruim. Spoilers de alguns filmes serão discutidos, por tanto sem mimimi dizendo que não avisei.

O filme que imediatamente vem a minha mente é o Sunshine (2007) de Danny Boyle. Eu adoro esse filme, mas muitos comentários negativos foram feitos devido ele se perder no meio do caminho quando começam a acontecer os típicos ataques dos “Slasher Films”.

01

Para quem ainda não viu, Sunshine é sobre a tripulação do “Icarus II”, que está indo para o sol,  em estado de alerta por estar morrendo,  em uma tentativa de reacender-lo com uma bomba nuclear. Ao longo do caminho, eles descobrem que o “Icarus I”, que se perdeu sete anos antes. Os dois primeiros atos do filme são lindos e instigantes, mas uma vez que a tripulação encontra o “Icarus I” o assassino da primeira nave começa a matar a nova tripulação um por um.

Eu até entendo o porque de alguns afirmam que isso não é uma coisa boa. A questão da luz do sol começa como um filme original de ficção científica e foco no desenvolvimento do caráter, mas uma vez que encontraram “Icarus I” o tamanho do estrago é tão grande que o  filme literalmente se transforma em terror.

Sendo um fã de horror/terror, eu não necessariamente acho que isso é uma coisa ruim. Sim, Sunshine dá uma guinada inesperada, mas não impede o desenvolvimento do filme. Tenho certeza de que as pessoas que esperavam um filme estritamente de ficção científica foram surpreendidos, mas isso significa que o filme foi para um rumo ruim quando ele começa a matar seus personagens em uma rápida sucessão de esquartejamento.

Behind the Mask: The Rise of Leslie é outro filme injustiçado pela crítica por se tornar outro filme de terror na sua guinada final. Eu tenho certeza de que vocês já viram isso, mas apenas no caso de Behind the Mask que segue uma equipe de reportagem fazendo um documentário sobre uma experiência que acaba formando um assassino perfeito.

02

O filme todo é uma declaração de amor pelo estilo dos “Slasher Films” como Halloween e Sexta Feira 13, mas foi criticado pelo momento em que as câmeras do documentário se desligam e se torna um filme real ( que faz muito mais sentido, pois o documentário foi parado). Leslie continua sua matança e o filme se torna realmente um terror, qual é o problema disso acontecer?

Parecia óbvio que isso seria o rumo ao climax. Os primeiros momentos da produção são mais fortes, e seu final acabou se tornando previsível, mas não significa que seja horrível, na verdade, creio que todo o alarde foi pelo fim do filme.

Algumas outras produções me vem a mente quando discuto sobre este tema, The Lazarus Effect, The Purge, Donkey Punch, Severance, e Grace entre outros são maravilhosos, mas Behind the Mask e Sunshine são as melhores para mim, pois ambas não surgiram de uma fórmula já construída ou uma franquia pronta. Há provavelmente inúmeros que não citei, mas este post é para gerar uma discussão sobre isso. Você concorda com os críticos que filmes como estes precisam ficar no esquecimento? Ou você, assim como eu, acha que não a nada de errado com o estilo apresentado de uma forma diferente?

Espero vocês nos comentários.