Escolha uma Página

Não é segredo para ninguém que a estreia da quarta temporada de STRANGER THINGS é uma das mais aguardadas de todos os tempos. Afinal foram quase três anos de espera, muito por conta dos eventos pandêmicos que passamos, mas também, como os próprios irmãos Duffer falaram, foi a maior e mais complexa de todas as temporadas.

Desde a estreia em 2016, Stranger Things se tornou um fenômeno global e conquistou mais de 65 prêmios e 175 indicações, incluindo premiações como Emmy, Globo de Ouro, Grammy, SAG, DGA, PGA, WGA, Bafta, Prêmio Peabody, AFI de Melhor Programa do Ano, People’s Choice Awards, MTV Movie & TV Awards, Teen Choice Awards e muitas outras. Com três indicações ao Emmy de Melhor Série Dramática, a série é um dos títulos mais assistidos da Netflix. A temporada 3 acumula 582 milhões de horas assistidas, ficando em 2º no Top 10 da Netflix das séries mais populares em inglês. Stranger Things foi criada pelos Irmãos Duffer e produzida pela Monkey Massacre Productions e 21 Laps Entertainment. A série tem produção executiva dos irmãos Duffer, com a colaboração de Shawn Levy e Dan Cohen da 21 Laps Entertainment, Iain Paterson e Curtis Gwinn.

Listei aqui, alguns detalhes das temporadas anteriores que você talvez não tenha percebido!

OS TRAUMAS DE HOPPER

Desde o início a série tem mostrado os traumas que Hopper possui. Seja pela perda de sua filha, ou mesmo dos vividos no Vietnã [vide caixa encontrada sob o piso da cabana].

Durante a Liverpool Comic Con, David Harbour contou que aquelas caixas que tinham etiquetas dizendo: “Pai“, “Vietnã” e “Nova York“, que Eleven encontrou no assoalho da cabana de Hopper viriam à tona nesta nova temporada: “… Especificamente que na quarta temporada, daremos uma grande e enorme revelação sobre a história do passado do Hopper. […] Estou muito empolgado em revelar esse aspecto do personagem… É a minha coisa favorita sobre ele que vocês ainda não o conhecem, mas tem a ver com essas histórias de fundo de Nova York, Vietnã e pai. E eu estou realmente empolgado por vocês descobrirem mais sobre isso, e isso se relaciona, é claro, às coisas que ele está fazendo com Eleven e Joyce e coisas assim.”

Vemos que Hopper também guardou os livros de sua filha, o que mostra que o mesmo ainda não superou e permanece em um luto constante.

A chegada de Eleven e Joyce em sua vida é o sinal que os Duffer dão de que o personagem -de fato- quer recomeçar. Ansiosa para ver mais nesta nova leva de episódios!

 

OS NÚMEROS FALAM MAIS DO QUE PENSAMOS

Quando números são mencionados em Stranger Things, precisamos ficar espertos. Eles sempre dizem mais do que parece.

Na segunda temporada, quando Mike menciona o total de dias que tenta se comunicar com Eleven, a soma de 353 é igual a 11. Hopper e El usam o canal de rádio 11 para falar um com o outro.

 

DE VOLTA PARA O FUTURO

Na terceira temporada, se vocês bem lembram, as crianças invadem o cinema para assistir ao filme “De volta para o futuro”; no entanto, o longa havia sido referenciado antes de uma maneira muito mais sutil, quando Bob, no segundo ano, empresta sua câmera, a mesma que Marty usa no clássico.

 

DIFERENÇAS DE CLASSES

Na segunda temporada, os meninos de fantasiam de Caça fantasmas para o Halloween. No entanto, se reparar detalhadamente o traje de Will é muito mais simples e feito por sua mãe. Isso porque na trama sempre ficou claro que os Byers não possuíam tanto poder aquisitivo.

Seis meses depois da batalha de Starcourt, que deixou um rastro de terror e destruição em Hawkins, nosso grupo de amigos se separa pela primeira vez – e as turbulências do colégio dificultam ainda mais as coisas. Nesse momento de vulnerabilidade, surge uma nova ameaça sobrenatural ainda mais terrível, trazendo um grande mistério que pode ser a chave para acabar com os horrores do Mundo Invertido.

Stranger Things 4, Volume 1 estreia em 27 de maio, e o Volume 2 estreia em 1º de julho.

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES