Escolha uma Página

A nova série original mexicana da Netflix, Desejo Sombrio chegou e chegou chamando muito a atenção. Em partes por ter Maite Perroni em seu elenco, mas também por se tratar de um Thriller erótico.

Com 18 episódios a série acompanha Alma, uma prestigiada advogada e professora universitária. Ela é casada com Leonardo Solares, um juiz poderoso no México. O casamento deles, depois de 20 anos, não é feliz. Alma suspeita que o marido tenha um caso com sua assistente Edith. A partir dai, ela toma uma série de decisões precipitadas, inclusive se envolver com um jovem de 25 anos, que irá gerar uma série de reviravoltas.

Não se deixe assustar com o número dos episódios, a narrativa da série é bem desenvolvida e envolvente; e as reviravoltas surpreendem e prendem o espectador dentro do universo criado por Leticia López Margalli.

O fator do gênero se enquadrar em um Thriller erótico faz do show, um tanto quanto machista, e com uma crítica muito forte acerca do relacionamento abusivo. Além de trazer os esteriótipos comuns nesse contexto, a mulher de meia-idade apaixonada pelo desejo de aventura, a esposa com ciúmes paranoica, a mulher jovem e atraente que fantasia mais de homem poderoso, os mesmos padrões se encaixam no sexo masculino também.

E sim, o erótico faz parte do pacote e isso pode talvez não agradar. No entanto essas cenas perdem a intensidade ao longo da trama e o fator sexual, acaba caindo no esquecimento.

Com inúmeros flashbacks desnecessários de uma mesma cena, a série segue o compasso de uma telenovela mexicana; visualmente bonita e cadenciada, onde todo personagem importa.

Basicamente, você terá muito drama e paixão, mas também sangue, violência e vários crimes justificados pelo sentimento. A série acaba funcionando bem como entretenimento e logo você acaba descobrindo porque as pessoas se viciaram nela.

Se você é fã do gênero, certamente irá curtir Desejo Sombrio. E eu te desafio a adivinhar o final.

Desejo Sombrio estreia dia 15 de julho na Netflix.

LEIA MAIS SOBRE SÉRIES