Da #Bienaldolivrosp, nossa equipe caiu em uma relexão.

Às vezes nós – que estamos muito ligados ao mundo digital e suas redes sociais e games – podemos ter grandes dificuldades (e até mesmo resistências) para nos adaptarmos ao mundo mais introspectivo da leitura. Uma pena, pois dos livros podemos viver emoções ainda mais fortes que um game é capaz de nos proporcionar.

Este parece ser exatamente o caso deste grande título trazido ao Brasil pelo selo Galera Record – em “Diablo 3: O Livro de Cain”, o leitor entra completamente no sombrio mundo criado pela Blizzard Entertainment e, guiado pelo icônico ancião Deckard Cain, vai descobrir segredos intrigantes e detalhes que jamais seria capaz de conhecer apenas nos games da série.

DiabloCain1

Através dos manuscritos do velho e sábio Deckard, temos acesso total à “trechos, ilustrações e conhecimentos inéditos para registrar a história do mundo de Santuário. Mistérios nunca esclarecidos são revelados, entre eles a origem dos mortais, os segredos dos nefalem e a escuridão crescente do Fim dos Dias” (entre aspas, sinopse extraída do site oficial).

Como gamer, sou capaz de garantir: esta obra é capaz de intensificar sua experiência ao jogar novamente o terceiro capítulo da série – e fará os veteranos dos outros dois títulos mais antigos recuperarem um pouco daquela vontade de revisita-los após conhecerem certos segredos a muito esquecidos.

DiabloCain2

Diablo 3: O Livro de Cain” foi escrito por Flint Dille e agora está disponível em edição luxuosa de capa dura pela Galera Record – uma dica quentíssima do #Zumbicast para esta Bienal!