Ok, é sabido que a modernidade cria novas doenças até então desconhecidas (ou, simplesmente, muda o nome delas e as trata como novas). O novo vilão é o famoso e viciante aplicativo WhatsApp. Um médico espanhol afirma ter ‘descoberto’ o primeiro caso de Whatsapptite (oi ????) do mundo. Segundo o médico Inés Fernandéz-Guerrero, do Hospital Universitário Geral de Granada, o problema de uma jovem não identificada seria bem complicado: A jovem grávida, chegou ao hospital queixando-se que, ao acordar de manhã, sentiu fortes dores nos punhos e nos dedos.

Ao investigar o caso, o médico descobriu que a jovem usa o aplicativo Whatsapp por mais de 6 horas diárias ( 6 horas diárias??? Haja assunto hein?). Segundo o médico, a jovem alega não ter efetuado nenhum exercício ou esforço físico e não tinha histórico de traumas ou lesões nas articulações. A paciente foi tratada com analgésicos e liberada posteriormente.

O médico ainda disse que as dores foram causadas pelo peso do aparelho e pela movimentação repetitiva dos polegares. Se a moda da Whatsapptite pega, o Sr. Mark Zuckerberg terá que se proteger junto de seus advogados – logo logo terão processos brotando nas portas da empresa. Já existe toda uma especulação sobre a alergia a equipamentos eletrônicos. Isso mesmo, algumas pessoas não podem ter nenhum contato com a modernidade e seus equipamentos, tendo que manter uma distância segura das ondas magnéticas emitidas por eles (e elas vão morar aonde né? Na Ilha de Lost?).

equipamentos eletronicos

Diagnósticos como esse não são novidades nos dias de hoje. Na década de 90, os médicos identificaram a Nintendotite, causada pelo uso excessivo do então videogame Nintendo. E há alguns anos, eu, uma fiel representante da década de 80, devo ter sofrido de Ataritite ao jogar incansavelmente o Decathlon. Se eu tenho sequelas em virtude disso, não sei dizer, mas que muitos joystiks sofreram os impactos do Decathlon, isso sofreram! (Atualmente sofro de Playstationtite 2)! Você sofre de algum mal desses?

Compartilhe: