Westworld, nova série da HBO que substituirá Game of Thrones na grade de sucesso a partir de 2017, possui abordagem na ficção científica e é comparado com a forma como lidamos com inteligências artificiais nos videogames.

Em entrevista à Entertainment Weekly, o co-produtor falou um pouquinho sobre o foco e os conceitos da nova série!

“Quando as pessoas jogam Grand Theft Auto, elas não pensam na repercussão do que estão fazendo. Essa é uma das perguntas que fazemos no programa: quando você deve começar a se sentir mal pela forma que trata essas criaturas sem consciência? Você não é afetado por desligar seu celular e os Pokémons sumirem, ou desligar seu Xbox e fazer os personagens sumirem.”

“Nos RPGs mais sofisticados e imersivos, você consegue entrar de cabeça na narrativa. Há um grande esforço para criar os personagens não-jogáveis. Em qual ponto eles deixam de ser isso? Amamos abordar inteligência artificial partindo dessa perspectiva”, explicou o criador.

Por fim, ele disse que muito do conceito por trás da série pode ser observado em tecnologias atuais: “Testamos realidade virtual e saímos dessa experiência realmente abalados. No caminho para casa, eu e [a co-criadora] Lisa Joy conversamos sobre como muito da vida de nossa filha se passará dentro desses mundos virtuais. Isso é uma mudança enorme para a raça humana, e as regras desses espaços são variáveis.”

Westworld estreia na HBO em 2 de outubro.

Leia mais sobre WestworldHBO

Compartilhe: