E com o suor do seu rosto, Rapture também pode ser sua cidade” poucas frases do mundo dos jogos conseguiram arrancar um calafrio da espinha e ficar tão marcadas quanto esta, dita na prestigiada franquia Bioshock! E, aproveitando o anuncio de uma porte do game para o iOS,  nada melhor que lembrar o porque você deve jogá-lo! Em 21 de agosto de 2007, a produtora 2K lançaria um dos maiores games já lançados (sim amiguinhos, Bioshock), um Jogo de Tiro em primeira pessoa com elementos de RPG, contando com uma temática steampunk e capturando um pouco do espírito dos bons jogos de Survival Horror, este game tinha tudo para ser uma bela salada mista e culminar em uma grande porcaria, entretanto não foi. Mas calma, que ainda vamos analisar parte por parte para tentar te convencer a comprar e jogar, ou até jogar novamente se for o caso.

Em sinopse, Bioshock conta a história de Jack, que está em seu avião quando sofre um acidente e é obrigado a nadar até um ponto onde esteja a salvo. Chegando a uma pequena entrada com os seguintes dizeres: “No Gods And Kings. Only Men“, logo entra em uma batysphere (veículo usado pra se movimentar  por cidades no game) e ,então, no meio do discurso do vilão, Andrew Ryan, entra em Rapture: uma cidade idealizada por Ryan que fora inspirada em Atlântida e tinha por objetivo ser a cidade perfeita.

Sem entrar em muitos detalhes da história para ninguém tomar spoiler e perder uma grande experiência, podemos dizer que o desenvolvimento para conhecer o que está acontecendo, e o que aconteceu em Rapture, é fantástico. O game, além das instruções feitas por um aliado através de um rádio que está sempre com você, conta ainda com gravações espalhadas pelo cenário, nas quais descobre muito mais sobre os fatos da cidade submersa. Contando que Jack desconhece tanto o novo mundo como nós, esse é um ponto muito interessante para imersão do jogador.

Falando agora de jogabilidade, Bioshock não foge muito do padrão dos FPS, contando com um arsenal que vai desde revólver até lança granadas (passando até por lança arpões!). Entretanto, conta com um sistema interessante de poderes, os chamados “Plasmídeos”, que são habilidades (como lançar raios, incinerar coisas, fazer pessoas e objetos levitarem, etc.) que ajudam e também deixam mais completa a caminhada no game. Além desses aspectos, a jogabilidade continua seguindo em uma normalidade de upgrades, apara as armas em alguns lugares espalhados pelo cenário, além dos pontos para comprar munições e também Kits de primeiros socorros e etc.

Mais uma questão apaixonante da série é a trilha sonora, muito agradável aos ouvidos, artistas clássicos como Sinatra, Todd Rollins, Fred Astaire, entre outros. A maioria delas está nos momentos de loading, o que aumenta o clima de imersão (olha o trocadilho), enfim confiram um exemplo:

Espero que tudo isso tenha no mínimo lhe animado a dar uma chance ao jogo. Caso você seja um desses e esteja pensando: “AI MEU DEUS, TITIO HEAVY, QUERO ESSE JOGO COMIGO AGORA!!!!!” Bom, vamos lá, o game não é tão difícil de ser encontrado, tem suas versões físicas, tem no steam (que volta e meia entra em promoção com 70% de desconto), e agora também, tem sua versão para iOs, você que tem um Ipad, IPhone, “Iqualquermerda”, pode se deliciar com a jogatina por apenas 15 obamas (US 15,00), e com certeza vale cada centavo.

E você meu querido, já jogou Bioshock? Quer jogar? Quer um post aprofundado na história? Pegue sua batysphere e vem pra Rapture você também!

Compartilhe: