Se a resposta for sim, provavelmente esse número é menor do que a quantidade de dedos em uma mão.

Tanto com o objetivo de ampliar conhecimento ou como forma de passatempo, o hábito de assistir faz parte da nossa rotina desde que o cinema se popularizou e os aparelhos de TV entraram nos nossos lares e se tornaram presentes.

E em tempos de pandemia e isolamento social, esse costume se tornou indispensável para muitos, bem como a internet… Mas você já parou para pensar no que está por trás dessa atividade? 

Embora assistir não necessite de habilidades específicas, como ler ou desenhar, é sim um hábito que precisa ser desenvolvido e estimulado, para que a relação se aprofunde ao longo da vida e se estabeleça um vínculo maior com o momento. Ou seja saber interpretar, muitas das vezes se faz necessário.

Para entender como o hábito de assistir se constitui é necessário observá-lo a partir de três instâncias: Motivação, Ritual, Engajamento.

São estes aspectos os responsáveis por determinar a relação que as pessoas estabelecem com filmes.

Sendo você um cinéfilo convícto ou um despretensioso espectador de fim de semana, seu hábito sempre estará ligado a alguma motivação, a algum tipo de ritual e a um modelo de engajamento, esteja o filme passando na tela da TV, no monitor do computador ou no visor do celular. Em qual perfil você mais se encaixa? Eu super sou do Celular e Computador!

Fonte: Plataforma Gente.