Quando falamos na Transilvânia, automaticamente pensamos no famoso Conde Drácula. Afinal, esta região da Romênia é conhecida como a terra natal do mesmo e, não há pessoa no mundo que nunca tenha ouvido falar do Vampiro mais sedutor do imaginário mundial. Então, não é de se estranhar que tal associação seja instantânea e que você, assim como eu (porque também foi uma surpresa pra mim), nunca pense na Transilvânia como uma região produtora de vinhos. A Romênia, para começar, não é apenas um país ligado a histórias macabras de bebedores de sangue e condes vingativos que empalam seu inimigos. Ela se liga a história do vinho, visto que é um dos grandes produtores europeus da bebida e sua população é também uma grande apreciadora – sério! seus 23 milhões de habitantes consomem 10 vezes mais que a população brasileira, que está em torno de 200 milhões! E tem mais: a região da Romênia era parte da Grécia Antiga e nas lendas gregas, foi a região onde nasceu Dionísio, o Deus Grego do Vinho!

Mas, mesmo os vinhos, não fogem a influência do nosso Vampiro! Porque nos dias de hoje, sua lenda tem mais influência que a de Dionísio. Então, eu encontrei um vinho em homenagem ao Drácula! O Bats Blood (sangue de morcegos, literalmente) é um Merlot, vendido em uma embalagem em formato de caixão (amei essa ideia!), para dar o toque vampiresco.

blood bats

Os reviews da galera gótica no site são super positivos, e o produtor afirma que “o Bats Blood não é apenas um rostinho bonito”. E como a Romênia, que já foi uma potência em vinhos, vem recuperando essa reputação, eu fiquei curiosa para provar, pois li sobre a história do vinho por lá e ainda não provei nenhum romeno. Mas importar essa gracinha não é nada barato 🙁 . Por isso, fiquei muito animada ao descobrir  algo bem interessante: você pode solicitar uma caixinha de brindes ou uma amostra do vinho em si no site deles (não posso afirmar se eles enviam mesmo, estou esperando pelo meu, kkkkk). Se você quiser tentar receber também, basta clicar AQUI.

E ai? Você prefere beber vinho ou sangue?

Compartilhe: