E ontem tivemos a entrega do Globo de Ouro 2015! A primeira grande premiação do cinema e TV do consagrou Boyhood, o filme queridinho dos americanos que ganhou três prêmios – atriz coadjuvante para Patricia Arquette, direção para Richard Linklater e o mais importante, o de melhor filme dramático. Na categoria comédia, O Grande Hotel Budapeste ganhou como melhor filme – e foi o único prêmio da noite. Na TV, a série estreante The Affair roubou a cena e levou o prêmio de melhor drama.

E os vencedores foram:

CINEMA

Melhor filme – drama

Boyhood

Foxcatcher

O Jogo da Imitação

Selma

A Teoria de Tudo

 

Melhor atriz – drama

Julianne Moore (Para Sempre Alice)

Rosamund Pike (Garota Exemplar)

Reese Witherspoon (Livre)

Felicity Jones (A Teoria de Tudo)

Jennifer Aniston (Cake)

 

Melhor ator – drama

Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Steve Carell (Foxcatcher)

Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)

David Oyelowo (Selma)

Jake Gyllenhaal (O Abutre)

 

Melhor filme – comédia ou musical

O Grande Hotel Budapeste

Caminhos da Floresta

Birdman

St. Vincent

Pride

the grand budapest hotel

 

Melhor atriz – comédia ou musical

Amy Adams (Grandes Olhos)

Julianne Moore (Mapa para as Estrelas)

Emily Blunt (Caminhos da Floresta)

Helen Mirren (A Cem Passos de um Sonho)

Quvenzhané Wallis (Annie)

 

Melhor ator – comédia ou musical

Michael Keaton (Birdman)

Bill Murray (St. Vincent)

Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste)

Cristoph Waltz (Grandes Olhos)

Joaquin Phoenix (Vício Inerente)

micheal keaton

 

Melhor animação

Como Treinar o Seu Dragão 2

Uma Aventura Lego

Operação Big Hero

Festa no Céu

Os Boxtrolls

 

Melhor filme estrangeiro

Leviatã (Rússia)

Ida (Polônia/Dinamarca)

Força Maior (Suécia)

Gett (Israel)

Tangerines (Estônia)

 

Melhor atriz coadjuvante

Patricia Arquette (Boyhood)

Jessica Chastain (A Most Violent Year)

Keira Knightley (O Jogo da Imitação)

Meryl Streep (Caminhos da Floresta)

Emma Stone (Birdman)

 

Melhor ator coadjuvante 

J.K Simmons (Whiplash)

Ethan Hawke (Boyhood)

Robert Duvall (O Juiz)

Edward Norton (Birdman)

Mark Ruffalo (Foxcatcher)

 

Melhor diretor

Richard Linklater (Boyhood)

Ava DuVernay (Selma)

Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste)

Alejandro Gonzalez Iñarritu (Birdman)

David Fincher (Garota Exemplar)

 

Melhor roteiro

Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris e Armando Bo (Birdman)

Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste)

Gillian Flynn (Garota Exemplar)

Richard Linklater (Boyhood)

Graham Moore (O Jogo da Imitação)

 

Melhor trilha sonora original

Jóhann Jóhannsson (A Teoria de Tudo)

Alexandre Desplat (O Jogo da Imitação)

Trent Reznor, Atticus Roos (Garota Exemplar)

Antonio Sanchez (Birdman)

Hans Zimmer (Interestelar)

 

Melhor canção original

“Glory” (Selma, John Legend e Common)

“Big Eyes” (Grandes Olhos, Lana del Ray)

“Mercy is” (Noé, Patty Smith e Lenny Keye)

“Opportunity” (Annie, Greg Kurstin, Sia Furler e Will Gluck)

“Yellow Flicker Beat” (Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1, Lorde)

 

TELEVISÃO

Melhor série – drama

The Affair

Downton Abbey

Game of Thrones

House of Cards

The Good Wife

 

Melhor atriz – drama

Ruth Wilson (The Affair)

Viola Davis (How to Get Away With Murder)

Claire Danes (Homeland)

Julianna Margulies (The Good Wife)

Robin Wright (House of Cards)

 

Melhor ator – drama

Kevin Spacey (House of Cards)

Clive Owen (The Knick)

James Spader (The Blacklist)

Dominic West (The Affair)

Liev Schreiber (Ray Donovan)

 

Melhor série – comédia ou musical

Transparent

Orange is the New Black

Girls

Jane The  Virgin

Silicon Valley

Transparent

 

Melhor atriz – comédia ou musical

Gina Rodriguez (Jane The Virgin)

Julia Louis-Dreyfus (Veep)

Edie Falco (Nurse Jackie)

Lena Dunham (Girls)

Taylor Schilling (Orange is the New Black)

 

Melhor ator – comédia ou musical

Jeffrey Tambor (Transparent)

Don Cheadle (House of Lies)

William H. Macy (Shameless)

Ricky Gervais (Derek)

Louie C.K. (Louie)

 

Melhor minissérie ou filme para TV

Fargo

Olive Kitteridge

The Missing

True Detective

The Normal Heart

 

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV

Maggie Gyllenhaal (The Honorable Woman)

Jessica Lange (American Horror Story: Freak Show)

Frances McDormand (Olive Kitteridge)

Allison Tolman (Fargo)

Frances O´Connor (The Missing)

 

Melhor ator em minissérie ou filme para TV

Martin Freeman (Fargo)

Matthew McConaughey (True Detective)

Woody Harrelson (True Detective)

Billy Bob Thornton (Fargo)

Mark Ruffalo (The Normal Heart)

 

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV

Joanne Froggatt (Downton Abbey)

Kathy Bates (American Horror Story: Freak Show)

Uzo Aduba (Orange is the New Black)

Michelle Monaghan (True Detective)

Allison Janney (Mom)

 

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV

Matt Bomer (The Normal Heart)

Bill Murray (Olive Kitteridge)

Jon Voight (Ray Donovan)

Alan Cumming (The Good Wife)

Colin Hanks (Fargo)

 

Meus comentários, pra não perder o hábito:

– Cara, essa foi uma das premiações mais equilibradas dos últimos anos. Muito filme bom, ator bom, série boa, tudo bom. Acho que pro Oscar ainda não dá pra arriscar um palpite, mas Boyhood sai na frente;

– Aliás, os americanos estão apaixonados MESMO por Boyhood. Ganhou o Golden Globe e nas pesquisas entre o público também era o favorito para ganhar. Além disso, ganhou mais dois prêmios importantes, o de diretor para Linklater (esse deve ganhar tudo) e atriz coadjuvante para Patricia Arquette;

– Foi tão equilibrado que Boyhood, o “grande” vencedor da noite, ganhou três prêmios. Digo “grande”, com aspas porque Birdman,  que é considerado o outro grande filme do ano levou dois, juntamente com A Teoria de Tudo. 

– Sobre estes dois últimos filmes, eles tem os melhores protagonistas masculinos. Na categoria drama o incrível Eddie Redmayne ganhou por sua atuação impressionante em A Teoria de Tudo, como Stephen Hawking (filme sobre o qual falarei depois, mas posso adiantar que é absolutamente maravilhoso). Em comédia o melhor Batman de todos os tempos (sim, O MELHOR) ganhou por Birdman. O Michael Keaton merecia e o Oscar de melhor ator neste ano deve ir para um dos dois;

– O Grande Hotel Budapeste é bem bonitinho e criativo, mas ainda não sei se merecia ganhar de Birdman. De qualquer forma, também foi uma boa escolha (esse ano tava bem difícil escolher).

– The Affair  parece que é a nova sensação dentre as séries dramáticas depois que Breaking Bad  acabou. Não assisti ainda (se alguém já viu, favor dar seu parecer nos comentários) mas não sei se na categoria de melhor atriz, na qual também se sagrou vencedora, a Ruth Wilson merecia ganhar da Viola Davis que tá realmente espetacular em How to Get Away With Murders. E sei não se não era hora de Game of Thrones ganhar, ainda mais com a ótima quarta temporada concorrendo.

– E as séries novatas andam dominando mesmo. Em comédia, ganhou Transparent, muito elogiada em sua primeira temporada. Eu torci muito pra Silicon Valley ganhar, mas tudo bem porque Transparent  parecer ser uma história muito boa também.

Amigos, este ano é um dos melhores anos cinematográficos de todos os tempos e isso é ótimo! Nos últimos tempos tem ganhado tanta porcaria que as premiações perderam um pouco da credibilidade, mas parece que temos uma lista justa. Na quinta-feira, dia 15, sai a lista de indicados ao Oscar e então veremos quem são os bons!

E o que vocês acharam da premiação? Não deixem de comentar aí embaixo! 🙂

Compartilhe: