Tablets e smartphones bons são sonhos de consumo de todo mundo, bem como são extremamente alcançáveis para quase todo mundo – inclusive crianças. Mas para que serve ter um tablet hoje em dia se quase todas as funções são exatamente iguais as do smartphone? Em que situação você utiliza cada um dos dois gadgets? São perguntas que dificilmente nos fazemos, considerando o valor investido nos aparelhos – escolhemos não pensar na inutilidade de algumas aquisições. Foi pensando nesse descaso do consumidor e na compulsividade de compras por modismo, que a empresa de análise de aplicativos em dispositivos móveis Flurry resolveu estudar para que as pessoas realmente utilizam seus tablets. O resultado pode surpreender algumas pessoas.

A pesquisa foi baseada nas atividades de 500 milhões de smartphones e tablets em setembro de 2013. Games representam a categoria mais procurada nos dois aparelhos, mas em smartphones os jogos são procurados em “apenas” 39% do tempo. O representante da Flurry, Peter Farago, comentou os dados. “Os consumidores passam mais tempo usando seus tablets para entretenimento e mídias, incluindo games (67%), entretenimento (9%) e notícias (2%). Para reforçar esse entendimento dos tablets enquanto ‘máquinas de mídia’, a pesquisa aponta que os consumidores jogam até 71% mais vezes em tablets do que em smartphones.” Clique aqui para ler a matéria completa no blog da empresa.

tablet

Eu, por exemplo, tenho smartphone e tablet e até pouco tempo, só utilizava o tablet uma vez ou outra para viagem – no lugar de um possível notebook que estaria na mala. Mas hoje já me trabalhei e me acostumei a utilizar tablet diariamente, para coisas além de jogos e internet. Listas e leituras podem ser feitas tranquilamente na tela grande, já até me acostumei na posição da mão – porque tem gente que reclama que dói depois de algum tempo de uso. Mas o que mais vejo é a utilização de tablets por crianças, virou o novo mini game, e acho que é exatamente por isso que o maior percentual de downloads é de jogos.

Eu não sei se vocês sabem, mas de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o uso de telas – incluindo TV, computador, videogames, celulares e tablets – por crianças maiores de dois anos deve ser de, no máximo, duas horas por dia. Por isso, programe a utilização destes aparelhos para o dia, pois a luz da tela afeta a produção de melatonina, podendo prejudicar o sono do seu filho. Impressionados? Então comece a repensar a aquisição de tablet, se ainda não tem, reveja todos os seus motivos e avalie friamente se vale o investimento ou não.

Compartilhe: