Olá coxinhos! Hoje é dia das bruxas e, como todos sabemos, é dia de bruxas (e bruxos), fantasmas e, por que não? MONSTROS! Por isso, o filme da Semana Animada! de hoje é nenhum outro que Universidade de Monstros. (Sim, eu sei que esse link do dia das bruxas é um pouco forçado, mas dá um tempo, ok?).

 

Pra quem não sabe, Universidade de Monstros é a continuação/prologo do famosíssimo e aclamado filme de 2001, Monstros S.A. (alguém não sabia disso?). Nessa nova obra, acompanhamos Mike e Sullivan quando eles vão para a universidade, aprender como serem monstros realmente assustadores.

 

Houve um intervalo de 12 anos entre os dois filmes (cara, parece que foi ontem, estou me sentindo tão velho nesse exato momento) e é bem possível que muitos de vocês não se lembrem do enredo do primeiro filme, então vou fazer um breve resumo.

 

MONSTROS1

 

James Sullivan e Mike Wazowski (porque monstros também podem ser judeus, né?) vivem no mundo dos monstros onde o grito de crianças é a única fonte de energia conhecida. Eles usam energia pra tudo: desde lâmpadas até carros. O problema é que, a cada ano, torna-se mais difícil assustar as crianças, devido ao seu amadurecimento cada vez mais rápido. Isso causa uma certa crise de energia e a coisa está começando a ficar feia.

 

Nossos dois protagonistas trabalham na Monstros SA, uma empresa encarregada de criar dita energia. Basicamente, existem os “assustadores” que são monstros grandes e malvados que saem os armários das crianças a noite e as assustam, para coletar os gritos. E Sullivan é um desses assustadores. De fato, ele é O assustador, o melhor no negócio.

 

MONSTROS2

 

O interessante é que os monstros se cagam de medo das crianças humanas, pois acreditam que elas são tóxicas (por nenhum bom motivo) e que, tudo que elas tocam ficam infectadas. É dito que o simples toque de uma criança humana é capaz de matar um monstro grande em questão de minutos. O mundo de Mike e Sullivan vira de cabeça para baixo quando Boo (ou Bu, depende do ponto de vista), uma criança humana, acidentalmente passa por uma das portas mágicas e vai para no mundo dos monstros.

 

Além de provar que os diretores criativos da Pixar usam alucinógenos pesados para criar suas histórias (sério, imaginem a reunião: “Podíamos fazer um filme sobre monstros.” “Monstros? O que sobre monstros?” “Ah, sei lá, eles podiam vir assustar as crianças, e ai tem um monstro que é o mais assustador de todos.” “Mas eles assustam pra que?” “Por que… por que o grito é a forma de energia deles. Só que as crianças não se assustam mais, e ai tem uma crise energética.” “A-do-rei! Mas, coloca que as crianças são tóxicas também!”), Monstros SA é uma história belíssima que fala sobre a importância da amizade e de vencer seus próprios medos. Um conto que, até hoje, encanta crianças e adultos, com seu humor e charme.

 

MONSTROS3

 

Universidade de Monstros conta como tudo começou. De um lado, temos Mike, que chega à universidade decidido a aprender e se tornar o maior assustador de todos. Afinal, é o que ele queria desde muito novo e ele já leu todos os livros possíveis e imagináveis sobre o assunto. Do outro lado, James Sullivan, que vem de uma família de famosos assustadores e que conta com sua aparência grande, peluda e feroz (e com o nome de sua família) para se tornar um assustador.

 

Os dois personagens não se dão muito bem logo de cara, uma vez que ele são tipo água e vinho, e acabam sendo expulsos do curso de assustadores pela diretora Hardscrabble (essa sim é uma monstra assustadora, viximaria). Em uma tentativa desesperada para recuperar sua dignidade e voltar para o curso, Mike junta-se à Oozma Kappa, uma fraternidade de nerds fracassados e se inscreve nos “Scare Games” um evento anual que prova quais são os monstros mais assustadores da universidade.

 

MONSTROS4

 

Mike vê-se obrigado à trabalhar com Sullivan e mais uma trupe de fracassados, transformando-os, de nerds desengonçados e sem talento, em monstros de respeito. Para se provarem como assustadores, eles terão que enfrentar as diversas outras fraternidades, em jogos especialmente criados para testar as diferentes habilidades necessárias para um Assustador.

 

O filme brinca com os esteriótipos das universidades, com as diversas fraternidades, jovens metidos que fazem bullying, etc etc. E, no meio das festas e dos dramas, Sullivan descobre que não é suficiente ter uma aparência assustadora, é preciso dedicar-se e estudar para ser realmente bom, enquanto Mike – que estudou e sabe toda a teoria dos sustos – simplesmente não tem uma aparência assustadora o suficiente.

 

MONSTROS

 

É aquela velha história de duas pessoas que são totais opostos e que começam se odiando, mas que conseguem superar essas diferenças e acabam se tornando melhores amigos. Um encontra no outro aquilo que estava faltando e os dois descobrem que, juntos, podem ser muito mais do que imaginam.

 

Pois é, a história é meio batida, mas Universidade de Monstros conta ela de uma forma bem humorada, divertida e irreverente, que faz com que valha a pena assisti-lo. Universidade de Monstros não chega aos pés do seu predecessor (que, na minha opinião, é um dos maiores clássicos da Disney), mas é um ótimo filme que merece ser visto.

 

Perfil Bruno

Bruno Machado

Diversão garantida para todas as idades!
A favor dos nerds e contra a tirania dos kibes.
Facebook