Salve Salve queridos sobreviventes! Depois de quase 7 anos do lançamento de The Walking Dead, eu, Vinny Romanelli, resolvi maratonar as 6 temporadas. Por que demorei tanto tempo para assistir a série e por que estou escrevendo essa matéria agora? Pois não, irei explicar tintin por tintin aqui! The Walking Dead foi a série mais procurada ao redor do globo em 2015 superando até mesmo Game of Thrones. E isso só deixa mais confuso o porquê de eu ter demorado tanto para assistir né?

TWD desenvolvida por Frank Darabont e baseada na hq desenhada com o mesmo nome de Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard. A série é protagonizada por Andrew Lincoln, que interpreta Rick Grimes, um vice-xerife que acorda de um coma e percebe que o mundo que ele conhecia já não existe. (Pedia, Wiki). Acho que já posso começar então… Simbora que agora é hora!

Vamos começar com as explicações. Antes de todo o hype e grandiosidade que TWD alcançou, eu já havia assistido a primeira e curta temporada da série. Achei uma série arrastada, por mais que eu soubesse que a premissa de TWD não era o extermínio dos errantes (vale lembrar que em nenhum momento os mortos vivos do universo de TWD são chamados de zumbis como já contamos AQUI) e sim na sobrevivência dos personagens.

Sobrevivência essa que minha falta de vontade de assistir TWD também teve. Até que veio a quarta e (pra mim) a melhor temporada até agora (calma que não acabei a sexta temporada ainda). Depois dos fatos ocorridos na quarta temporada dentro e fora da série, todo o hype também tomou conta de mim. Mas ainda não foi a hora de eu começar a assistir TWD por um único motivo: minha amada esposa. Sim, não faço nada sem ela. Sim, também sou piegas.

Então assim começa minha maior batalha: convencer a Sra. Romanelli a assistir TWD, mesmo sabendo que ela odeia produções desse tipo. Me armei com todos os argumentos possíveis: li praticamente tudo sobre TWD na internet, li as hq’s e contei sobre o que se tratava ser TWD. Não adiantou. Depois que ela entrou no meu mundo (sim, ela agora é uma geek iniciante! \o/) ela mudou um pouco sua visão sobre as séries hypes. Assistiu as 2 temporadas de Demolidor, assistiu Jessica Jones, Marco Polo, FEZ MARATONA COM OS 7 FILMES DE STAR WARS e se apaixonou pelo BB-8. Então era chegada a hora: “Vamos assistir um episódio de The Walking Dead amor?“. Ela cedeu! Assistimos um episódio e… voltou minha batalha para ela pelo menos terminar a primeira temporada. Meu esforço valeu a pena. Assistimos os outros 5 episódios.

Até que ela pede pra assistir o primeiro episódio da segunda temporada: começou a gostar de TWD. Assim foi continuando. Termina segunda temporada começa terceira. Termina terceira começa a quarta. Em questão de dias estávamos começando a sexta e atual temporada.

Foram dias de xingamentos e lágrimas derramadas por cada morte, por cada fato chocante (por mais que o Panda diga que eu não tenho reações humanas com fatos chocantes) por uma das séries que mais me prenderam, e não pela violência nem nada, mas sim por toda a beleza escondida que têm na série e, principalmente, pela cena poética de Tyreese.

Então, meus caros sobreviventes, vocês que ainda não assistiram TWD por conta do gore ou por achar que se trata de mais uma série de zumbis, deixem o preconceito de lado e assistam essa maravilha criada por Kirkman. E fico com os dedos cruzados shippando Daryl e Carol.

Leia mais sobre The Walking Dead

Compartilhe: