Um Drink no Inferno: A série!

-por , em 05/05 -
Um Drink no Inferno: A série!

Eu e o Panda tivemos o prazer de, na última semana, assistir de uma vez só no Netflix, a primeira temporada da nova série Um Drink no Inferno. A série é uma adaptação do filme de Tarantino de mesmo nome e, para quem é fã do gênero e curte a história, vai se apaixonar mais ainda com os detalhes criados. A direção e o roteiro ficaram a cargo de Robert Rodriguez (o mesmo diretor do filme) e o elenco traz DJ Coltrona, Zane Holtz, Eiza Gonzalez, Jesse Garcia e muitos outros. Respeitando a clássica atmosfera dos anos 1990 (confesso que isso me impressionou) e alguns detalhes quase que obrigatório para os fãs, a série já conseguiu meu sinal verde para continuar. 😉

Tarantino tarantinou muito no filme Um Drink no Inferno, a história começa com uma fuga de assaltantes (os irmãos Gecko) depois de um assalto a banco e acaba se transformando em um survival de vampiros com sangue para todos os lados e Salma Hayek honrando seu começo de carreira com uma das danças mais famosas e sensuais de Hollywood. Em paralelo a esses dois extremos, o filme ainda passa por dramas bem dispersos, que são devidamente preenchidos durante os episódios desta primeira temporada da série.

irmãos gecko

Em 2013 Robert Rodriguez resolveu criar seu próprio canal de TV a Cabo e confirmou que Um Drink No Inferno: A Série seria sua primeira produção original estreando no dia 11 de março nos EUA e chegando em terras tupiniquins no dia 19 via Netflix de forma exclusiva. O episódio inicial começa com uma breve descrição de como será pautada a história dos “vampiros” na série, já para afastar qualquer tipo de burburinho… E, acreditem, a famosa Satanicum Pandemonium aparece de cara… Muito legal a cena e a breve explicação, dá vontade de continuar vendo tudo de uma só vez (e tem como, são pouquinhos episódios).

De cara, nos encontramos com os ladrões de banco, os irmãos Gecko, com Seth (DJ Cotrona) o líder e cérebro da operação e Richie (Zane Holtz) um passivo-agressivo com um dedo no gatilho e alguns problemas psicológicos graves. Uma saudade gigante de Clooney e de Tarantino, claro, ninguém nunca os substituirá, mas os rapazes novos fizeram o dever de casa direitinho. A interpretação deles está claramente baseada nos personagens originais e, para resumir e te dar mais curiosidade, está ótima!

Eiza Gonzalez

Richie, o irmão Gecko psicopata (ex personagem de Tarantino), está muito melhor retratado na pele de Holtz, ele deu brilho aos momentos esquisitos e isso já despertou grande curiosidade – o que será que vai acontecer com os irmãos depois do encontro com Carlos e da dança de Satanicum? Carlos é outro ponto alto da série, fiquei imensamente feliz de ver o Fez (de That 70’s show) interpretando um personagem completo, cheio de trejeitos e profundidade, curti! Além de Carlos, outro personagem criado para a série e que tem muita profundidade também é o Ranger Freddie. A perseguição já começou!

Os irmãos encontram aquela família depressiva no trailer no meio do caminho para ultrapassar a fronteira do México, mas ainda estou esperando mais desse núcleo, não curti muito até agora. Só sei que, na Netflix, só tem 8 episódios da primeira temporada (eram prometidos 10) e ainda não vi a dança. Quer me matar do coração? Coloque os outros dois episódios ou então a segunda temporada logo, rsss. 😉 Ansiosa para continuar assistindo, ficamos impressionados com a qualidade da série. Netflix dominando o mundo! Assistam!

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você