Muitos leitores de quadrinhos, em alguma de suas fantasias nerds, já imaginaram como seria se nossos heróis coloridos dos quadrinhos fossem transportados para o mundo real? A cueca por cima da calça realmente funcionaria ou ficaria ainda mais ridícula? A capa seria um estilo ou um empecilho? O que de fato funcionaria no nosso mundo e o que só funciona nas páginas das HQs?

Jackson Gordon, estudante de Design Industrial da Universidade da Filadélfia decidiu fazer seu próprio Bat-traje e conferir como um uniforme realista responderia aos movimentos do corpo além de proteger o indivíduo por trás da máscara. Através de uma campanha de financiamento coletivo no site Kickstarter, arrecadou cerca de US$1,200 e colocou as mãos na massa (veja aqui a campanha).

batman da vida real

Gordon é faixa preta de Kung Fu e uma das obrigatoriedades deste traje era que não limitasse seus movimentos. O uniforme também é bastante resistente a socos, chutes, pauladas e até ataques com faca. Com um peso de 11 kg (mais 1 kg do capacete), essa armadura de combate corpo-a-corpo rendeu ao estudante, além do aprimoramento de suas habilidades, entrevistas em diversos veículos de comunicação. Veja aqui uma entrevista de Jackson Gordon, o Batman da Filadélfia, no canal Fox (em inglês). Não perca o final, quando ele faz a “voz do Batman”.

batman da vida real

Se veremos Gordon patrulhando Gotham City, digo, Filadélfia, vestido de Batman, ainda não sabemos. Vamos vigiar e aguardar. 😉

Comente aqui embaixo o que achou desse post! Não deixe de nos curtir no Facebook e seguir no Twitter e Instagram: @Coxinhanerd.

Compartilhe: