TWD: Que bicho ruim esse tal de ser humano!

-por , em 06/11 -
TWD: Que bicho ruim esse tal de ser humano!

Mas o ser humano é um bicho tão ruim, mas tão ruim, que até em uma série de ficção, no meio do apocalipse zumbi, onde ninguém é de ninguém e só esperamos o pior de tudo, conseguimos encontrar pessoas piores ainda. O que é esse lugar que colocaram a Beth, minha gente? Aliás, antes de falar sobre o episódio, preciso dizer que a personagem Beth, pela primeira vez, na minha opinião, mostrou que aprendeu alguma coisa com tudo o que passou. Eu nunca curti essa personagem, quem me acompanha aqui, sabe muito bem! Mas acho que sua história de vida a fez evoluir e hoje ela é uma verdadeira sobrevivente do apocalipse zumbi! 🙂

Vou elogiar de novo e correr o risco de ser chamada de repetitiva, essa quinta temporada de TWD está simplesmente fenomenal, tanto na escolha do ritmo dos episódios, quanto no rumo de cada personagem. Estou verdadeiramente impressionada e já acreditando que a série tem potencial para atender aos desejos de Kirkman, em ter uma série eterna, sem fim! O que pode ser explorado nesse mundo pós-apocalíptico é uma lista sem fim de cenários, pessoas e problemas. Um brinde à eternidade de TWD!

twd

Agora, falando do episódio, estava demorando para aparecer gente maluca nível governador né? Depois de inserir um grupo de canibais para dar uma agitada na vida do grupo do Rick, nada como mandar a doce e calminha Beth para o meio de um grupo de policiais loucos! A doce menina acorda em uma cama de hospital e logo conhece dois novos personagens, o doutor Steven Edwards e uma policial chamada Dawn Lerner. Os dois revelam que a menina está no Hospital Grady Memorial, em Atlanta, e que ela foi resgatada pelos policiais liderados por Dawn.

Dawn é a líder desse grupo de sobreviventes e é ela quem decide basicamente quem vive e quem morre por lá – uma espécie de Governador e Rick! A policial “salva” vítimas pelas ruas de Atlanta, leva para o hospital e as deixa melhor, mas não para que sigam viagem. Dawn obriga as pessoas a trabalharem para ela e seu grupo no hospital, como forma de pagamento por terem sido salvos, sem direito de escolha – uma escravidão justificada por uma falsa-samaritana.

twd s05

O ator Tyler James, mais conhecido como Chris (aquele que todo mundo odeia), interpreta, nesta temporada, o sobrevivente Noah. O menino foi encontrado por Dawn e seu grupo, com o pai, mas o homem não conseguiu sobreviver (de acordo com Noah, por opção de Dawn). Ele foi então levado ao hospital e, desde então, trabalha no mesmo esquema de escravidão, sonhando em um dia reencontrar sua mãe. Noah é um dos poucos que trata Beth bem e por isso, eles acabam formando uma dupla ameaçadora para os policiais.

twd season 5

Depois de uma rápida conversa, Noah e Beth decidem tentar a sorte e fugir das garras de Dawn. Tudo parecia correr bem, até que Noah, mesmo mancando e ferido, conseguiu escapar, mas Beth ficou para trás. No final do episódio, depois de retornar ao hospital de cabeça baixa, Beth vê uma nova vítima chegando: Carol! Ela está desacordada em uma maca e isso desperta uma pequena esperança nos olhos da menina. Minha teoria é a de que Carol e Daryl planejaram a entrada no hospital, por terem espreitado o que rolava no entorno e por terem visto o que aconteceu com Beth. Será? Isso ainda colaboraria para que o grupo misterioso que está com Daryl fosse: Carol, Beth e Noah, ainda amedrontados com o que viram e viveram. Será que estou certa? Comente aqui embaixo o que achou do episódio! 🙂

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você