TWD 5ª temporada: Season Finale!

-por , em 30/03 -
TWD 5ª temporada: Season Finale!

As últimas três semanas foram muito tensas para os fãs de TWD, seja pelo rumo da história nesse final de temporada ou pela emoção de mais uma parte da história que chega ao fim. Sei que as opiniões sobre os episódios são bem contraditórias, por isso, quero que todos se sintam a vontade para comentar e discutir sobre o que disser aqui, sem limites. A parte lá de baixo é total de vocês. 🙂 Mas agora, vamos falar desse season finale que parou Brasil e Estados Unidos, ao mesmo tempo, de forma mais divertida e emocionante do que o Lollapalooza. Aliás, antes de ler o review abaixo, assista aqui nossa Intervenção aos personagens da quinta temporada de TWD!

Além de não me aguentar nas emoções finais da quinta temporada de TWD, ainda fiz um review na última semana, contando minha revolta sobre o que Rick estava cavando em Alexandria – leia aqui. Antes de mais nada, preciso dizer que adoro estar errada sobre qualquer tipo de seriado, porque prova que, o roteirista é bom e todo o meu tempo investindo assistindo aquela história, realmente vale a pena. Os roteiristas de TWD me fizeram acreditar que o rumo era um nessa quinta temporada e, de forma extremamente brilhante, fecharam uma porta com força no meio da minha cara #adoro 🙂

Dito isso, vamos ao episódio final da quinta temporada de TWD. Tudo começa exatamente onde terminou o penúltimo episódio: Rick dormindo depois da briga, sob supervisão de Michonne, Carl preocupado com a sanidade mental de seu pai, Sasha mais doida do que nunca, Maggie tentando limpar a cagada de seus amigos, Carol com seu discurso forte contra o povo de Alexandria, o povo de Alexandria com medo de acatar o grupo de Rick depois do que rolou e o padre, bom, o padre, naquele esquema de “quero que ele morra logo, peloamordedeus!”. Ah, quase esqueci de Daryl e Aaron que continuam pelas redondezas procurando novos convidados para Alexandria.

morgan and rick grimmes

Eu acho que, mesmo não seguindo o rumo de “vai dar merda a qualquer custo” que estava no início, a história teve um fechamento brilhante e humano: resgatando o espírito de humanidade que existe em cada personagem e mostrando que traumas não saem em um banho, eles simbolizam feridas na alma e isso dói demais. Rick e Michonne tiveram um dos diálogos mais lindos desse episódio, a adoração da mulher pelo amigo é bonita demais e fiquei emocionada mesmo com as palavras que ela disse, no momento certo.

Carol tomou a atitude que nunca tinha conseguido com seu marido, quando era apenas uma dona de casa. Isso foi um crescimento brilhante para a personagem, agora, Carol é uma mulher mais amadurecida, segura de si e defensora dos direitos feministas, achei justo e a curva de crescimento dela na história só me impressiona. Paralelo a isso, Carl parece ter entendido, finalmente, que é apenas um adolescente e que respeitar as decisões de seu pai, faz parte da vida – demorou, mas, foi!

the walking dead s05e16

Maggie e Glenn são o casal mais centrado e preocupado do grupo de Rick e eles fizeram por onde nessa temporada, foram o suporte de todos os amigos, quando puderam e conseguiram. Achei super digna a briga entre o padre e Sasha (por mais que ainda ache que ele precisa morrer, acho chato demais – e olha que minha mandinga contra Hershel funcionou…rsss). Uma das coisas que mais me impressionou no último episódio foi a capacidade de má compreensão do que os outros pensam – rolou com a gente e rolou com os personagens, isso dá um sentimento de semelhante e nos aproxima mais ainda daquela história toda. Ah gente, e Morgan! Morgan é só amor hein?

Bom, fiquei feliz com o final da temporada, achei o “closer” satisfatório demais e, por incrível que possa parecer, não tenho nada a reclamar. Nadinha. Precisamos apenas focar em outras coisinhas até o dia 12 de abril que, em breve, chega Game of Thrones em nossas vidas! Beijos e até a sexta temporada de The Walking Dead em 2016, pessoal! 🙂

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você