True Blood e a trama sempre complicada!

-por , em 01/07 -
True Blood e a trama sempre complicada!

Eu simplesmente adoro os vínculos que poucos percebem nos episódios de True Blood! Esse segundo episódio da sétima, e última, temporada, foi muito melhor do que o primeiro, com muito mais conteúdo e diversão para os fãs. Bom, enquanto a maioria das pessoas aplaudia o segundo beijo gay em novelas na Rede Globo pela minha timeline do Facebook, eu me surpreendia com a primeira cena deste segundo episódio, em que Eric e Jason compartilham de uma caliente cena de saudade! Para completar, a dúvida que muitos tiveram sobre o tempo que eles estavam afastados um do outro e o possível resquício daquela fascinação provocada pela troca de sangue, foi sanada quando Sookie questionou a Bill (já no final do episódio), se ele ainda a sentiria, caso ela se colocasse em sérios perigos. Enfim, um episódio perfeitamente bem escrito!

Nada passou de um sonho, mas foi um sonho muito bem elaborado! Convenhamos que apenas Jason compartilhou de sonhos bem quentes com quase todo o elenco sexy de True Blood. O que prova que, até mesmo quem criou a história nem acredita tanto na Sookie assim, rss (apenas brincando). Depois dessa quentura toda do começo do episódio, parece que as coisas estão desalinhadas mesmo para o lado de Bon Temps e seu povo. Polícia e prefeito, finalmente, ouvem Sookie e descobrem o paradeiro dos vampiros loucos e infectados com Hep-V. Eles vão até a cidade e Sookie (como sempre atrasando a trama toda), acaba tendo um mini-flashback sobre seu casinho com Bill. Será que eles ainda ficarão juntos?

Santa Alice

Em Santa Alice eles descobrem que os vampiros infectados estão acabando com o que existe de humano nas redondezas. A cidadezinha está completamente vazia e assombrada (mesmo com corpos espalhados e nenhuma vida) pela passagem dos loucos sugadores de sangue. Um buraco foi feito e os corpos são jogados lá, estabelecimentos, ruas e telhados estão cheios de mensagens de medo e socorro. Um verdadeiro desespero para uma menina como Sookie que se considera culpada por tudo, namorou trocentos vampiros e atualmente um lobisomem, é uma fada e ainda não se acostumou com essas coisas de outro mundo. Arram.

mãe da Tara

E parece que mesmo morta, Tara continua fazendo suas mágicas sociais. A mãe da menina, depois de passar por seu momento de redenção e ver sua própria ex-ente-querida-vampira morta novamente, resolveu se viciar em V (gente, isso é coisa da primeira temporada, não?). A mulher está louca achando que pode ajudar Tara, que pode falar de verdade com a filha, aquelas coisas todas de alucinação que só V poderia proporcionar a alguém. A louca (porque isso ela não perdeu), resolveu queimar sua própria mão em uma frigideira (nojenta a cena) para ter a compaixão da vampirinha em seu sótão. E ela conseguiu. Bebeu V como se não houvesse amanhã e é a mais recente viciada-maníaca de Bon Temps.

Sookie

Para completar as coisas esquisitas que rolam com a nossa ~querida~ personagem principal, ao chegar em casa depois de um dia cheio de descobertas e investigações, Sookie manda seu namorado-passa tempo-lobo ir tomar banho (dizendo, claramente, que o homem está fedido) e sai correndo silenciosamente para a casa de Bill. A nossa mocinha super inteligente e cheia de planos pergunta então ao seu ex-psicótico-namorado-vampiro: “Ó Bill, se eu me ferrar muito, mas muito mesmo, você ainda consegue me sentir?”. O ex-psicótico então, com seu olhar-42-fulminante, lhe diz: “Sim”. E assim descobrimos o porque de, no começo do episódio, Jason ainda sentir Eric com tanta ardência e descobrimos também que, no próximo episódio, Sookie vai fazer alguma besteira braba. Ah não, isso a gente sempre sabe né? 😉

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você