Você está acompanhando quantas séries hoje em dia? Nós já passamos das 30 séries e eu to adorando essa vida, rs. Quando era adolescente, eu conseguia acompanhar algumas séries que eram transmitidas na TV a cabo e outras poucas que vinham para os canais abertos. Agora, hoje em dia, é tanta opção de formato que eu fico até perdida. Só a Netflix tem prendido muito minha atenção com suas séries originais e, consequentemente, tem me apresentado à diversas séries de outros canais que eu não via por qualquer motivo. Uma das gratas satisfações que tive nos últimos dias foi a série Penny Dreadful. Eu não costumo assistir nenhum conteúdo de terror, horror ou suspense mas, preciso admitir que essa série é perfeita em todos os quesitos e em seus limites de fantasia x susto x realidade.

A primeira temporada está completa da Netflix mas, a série é, originalmente distribuída nos Estados Unidos pelo canal Sowtime e, no Brasil, pelo canal HBO. A qualidade de todos os episódios é fantástica, a produção de personagens e locações é incrível, o figurino, a música, o roteiro, a fotografia – dei nota 10 para todos os quesitos da série. Essa primeira temporada tem oito episódios (todos muito bons) e, como está 100% disponível no streaming, acaba sendo bem rapidinho de conferir.

Para quem não conhece, Penny Dreadful é uma série classificada como de terror e fantasia, criada por John Logan e produzida por ele mesmo e Sam Mendes. O melhor da história é que ela entrelaça as origens de diversos personagens famosos literários do terror como o Dr. Victor FrankensteinVan HelsingDorian GayJack o EstripadorDrácula que, claro, espalham sua monstruosa alienação na Londres (apaixonante e degradada) de época vitoriana.

Penny Dreadful

A segunda temporada da série já estreou aqui no Brasil, pela HBO, no dia 20 de abril e pode ser conferida nos serviços de streamings das TVs a cabo ou então do próprio canal. Na primeira temporada, somos apresentados a alguns personagens-chave como Sir Malcom Murray, um explorador inglês que está em uma intensa busca para encontrar sua filha, Mina Murray, que foi sequestrada por um ser sobrenatural. Vanessa Ives é uma das mais complexas personagens da série, ela é uma médium e heroína, ao mesmo tempo, que busca provar a si mesma do que é capaz com situações bem intensas em todos os episódios.

Ethan Chandler é um personagem enigmático também e só conseguimos entendê-lo melhor no último minuto do último episódio da primeira temporada. Ele é, originalmente, um pistoleiro americano encantador, ousado e atraído pela ação e pelo perigo. Dr. Victor Frankenstein é um jovem médico, atormentado pelo seu passado e por suas criações. Dorian Gray é um homem lindo e atraente, tornando-se mais fascinante a cada momento, com uma mitologia própria que ainda não foi descrita na série. Brona Croft é uma imigrante inglesa que sofre de tuberculose, se apaixona por Ethan e quer, a qualquer custo, fugir de seu passado sombrio. Sembene é o criado e aliado de longa data de Sir Malcom, mas não conhecemos nada de sua história ainda.

Penny Dreadful

Apresentados todos os personagens, posso dizer que a fantasia e o terror da história de Penny Dreadful se misturam perfeitamente, sem nos deixar decepcionados em momento nenhum. O clima vitoriano, enigmático, sujo, com um mundo em transição, muitos desleixos, muita pobreza e, ao mesmo tempo, muito requinte, é o cenário perfeito para qualquer história de terror e suspense. Nos apaixonamos no primeiro episódio e assistimos a primeira temporada em um só dia. Agora, estamos partindo para a segunda temporada e, assim que terminar, faço um novo post para vocês. 🙂

Não deixem de procurar na Netflix, a primeira temporada completa, para curtir nesse final de semana. Você não irá se arrepender! 🙂 Depois me conte aqui embaixo o que achou! Beijos!

Compartilhe: