Depois de uma primeira temporada incrível, não podíamos esperar nada diferente do segundo ano de Titãs, não é mesmo?

A DC Universe, provara anteriormente a capacidade de produzir conteúdos com qualidade, unindo os universos como já diz o nome.

Titãs 2, usa os vilões como pano de fundo e estopim para lidar com dramas e conflitos remanescentes, e é sobre isso o novo ano, o grupo que anos atrás se dissolveu, precisa lidar agora, com o passado que vem a tona. Verdades e mentiras serão postas na mesa e como eles ficarão será a questão.

Logo no primeiro episódio, somos inseridos diretamente no último episódio do ano um, onde os titãs vão até a casa do pai de Ravena, afim de resgatar: ela, Mutano e Dick das mão do grande demônio intergaláctico. A mediocridade que esse personagem foi tratado é risível, bem como os efeitos. mas não acaba por ai. Claramente este poderia ter sido o último episódio da temporada passada fechado o arco específico e introduzindo o novo que acompanhamos ao longos dos 10 demais episódios que se mostram arrastados, cheio de subtramas que se resolvem de maneira superficial e atravancada.

Superboy e Aqualad foram desperdiçados, podendo ter sido usados para enriquecer a trama de alguma forma. Já a trama de Dick foi novamente explorada e foi cansativo ver isso por mais um ano. Esperamos que finalmente ele tenha se resolvido, após assumir o manto do Asa Noturna pois agora temos Jason como o grande “outsider” da equipe.

Um ponto positivo para Titãs é o tom sombrio que se manteve intacto, mas a narrativa constante em flashback, foi realmente massante. Outro ponto de destaque foi o crescimento de Ravena. Como uma das personagens mais fortes, fez falta em mais episódios, mas suas participações foram significativas e necessárias, mostrando que ela terá grande importância no próximo ano do show no que se relaciona à “Moça Maravilha”.

Titãs já foi confirmado e no terceiro ano esperamos uma maior movimentação nos arcos. É uma nova chance de acertar, vimos os grupos que funcionam bem quando separados e dar continuidade a isso, pode dar um frescor na narrativa que teve uma melhora em relação ao ano um.

No mais, ver os titãs separados depois de tanto se esperar que ficassem juntos é minimamente frustrante. Não sabemos qual foi a estratégia, ou até que ponto a divisão se seguirá mas a verdade é que não estamos felizes.

As Duas temporadas de Titãs já estão disponíveis na Netflix

VEJA MAIS SOBRE NETFLIX