Thor: O Mundo Sombrio – Nova aventura do Deus do Trovão!

-por , em 14/11 -
Thor: O Mundo Sombrio – Nova aventura do Deus do Trovão!

Olá Coxinhos! Faz umas duas ou três semanas que Thor: O Mundo Sombrio, estreou nos cinemas e nós ainda não tivemos uma crítica do filme aqui no site, é isso mesmo? Bem, eu finalmente assisti o filme e, abaixo deixo vocês saberem o que foi que eu achei.

Em sua terceira aventura nos cinemas (estou contando com o primeiro filme de com Os Vingadores), Thor (Chris Hemsworth) está de volta em Asgard e se esforça para consertar os estragos causados por seu irmão adotivo, Loki. A função do Deus dos relâmpagos, como futuro rei de Asgard, é ir pelos nove reinos e reinstalar a paz. Para tanto, ele conta com a ajuda de seus amigos, Lady Sif (Jaime Alexander), Volstagg (Ray Stevenson), Hogun (Tadanobu Asano) e Fandral (Zachary Levi).

THOR1

Com o prisioneiro de guerra, Loki (Tom Heddleston) devidamente preso, tudo parece estar correndo muito bem e Thor está obtendo sucesso em suas campanhas. A situação se complica quando acidentalmente, Jane Foster (Nathalie Portman) entra em contato com uma substância antiga e poderosa chamada Ether, e causa o despertar dos elfos negros, uma antiga raça decidida em causar o fim do universo.

Malekith, o líder os elfos negros, pretende usar o Ether durante o alinhamento dos nove reinos para destruir todos eles ao mesmo tempo, potencializando assim, o poder destrutivo do Ether.

Thor e seus aliados se vêem obrigados a desafiar a autoridade de Odin e tornarem-se traidores em um plano desesperado para salvar não só Jane Foster, como Asgard e todos os nove reinos. Para obter sucesso, eles recrutam a ajuda de Loki, o único que conhece um caminho alternativo para fora de Asgard.

O segundo filme de Thor é muito melhor do que o primeiro. Se bem que, convenhamos, isso não é muito difícil. Pessoalmente, não gostei muito do Thor de 2011, pois achei o roteiro fraco e muito focado em abrir o caminho para o filme dos Vingadores.

THOR2

Já nesse segundo filme, o roteiro está mais elaborado e o romance entre Thor e Jane Foster ficou menos cansativo e enjoativo do que no primeiro filme. Temos uma participação maior dos outros deuses (que foi algo que eu senti falta no primeiro filme) e na minha opinião, quanto mais tempo Jamie Alexander aparecer na tela, melhor.

Também gostaria de destacar a substituição do ator que interpreta Fandrol. Josh Dallas, que interpretou o guerreiro loiro no primeiro filme do Thor, foi substituído por Zachary Levi. Eu provavelmente estou sendo influenciado pelo fato de eu ser um fã de carteirinha de Chuck, mas eu achei essa substituição muito acertada. Fandral deixou de ser o personagem esquecível no primeiro filme e se tornou um dos melhores amigos de Thor e participador ativo na formulação do seu plano de fuga. Quando fiquei sabendo da substituição, fiquei um pouco preocupado com o fato dos atores não serem parecidos, mas a equipe do filme fez um trabalho tão bom que é quase impossível notar que são atores diferentes.

Thor: o Mundo Sombrio é um filme de ação muito legal, que supera o seu predecessor em quase todos os sentidos. Ele define um tom legal para a Fase 2 da Marvel e ainda termina deixando o público com um gostinho de “quero mais” para o terceiro filme do deus nórdico.

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você