As mudanças de The Walking Dead!

-por , em 19/02 -
As mudanças de The Walking Dead!

The Walking Dead retornou na última semana e eu não tive como escrever nada a respeito do que rolou, primeiro porque fiquei apreensiva sobre diversas partes da história que somente foram reveladas esta semana e segundo porque, o post seria única e exclusivamente sobre um adolescente revoltado e um pai desacreditado.

Para a nossa alegria, não tem como não ficar feliz, o episódio desta semana mostrou um roteiro bem diferenciado do que os do início desta quarta temporada. Com toda certeza a maioria dos fãs de The Walking Dead (pelo menos aqueles que ainda não abandonaram a série), concorda comigo quando digo que os episódios externos são sempre muito melhores. Aquela prisão era um ponto de conforto para os personagens, mas cansou em diversos pontos, inclusive na melancolia.

A imagem de topo do post mostra uma cena em que Carol, Tyresse e as três crianças caminham nos trilhos do trem, em direção a um local seguro. O destino prega peças, até mesmo em The Walking Dead. Depois de ter sido expulsa por Rick da prisão, por ter assassinado a namorada de Tyresse e mais um rapaz que não me recordo o nome, Carol vagou, retornou à prisão e viu os últimos acontecimentos da batalha.

O encontro dos dois personagens foi fantástico, Carol ainda apreensiva sem saber como Tyresse reagiria e o homem agindo como se nada estivesse acontecendo – neste momento, Tyresse enxergou Carol como uma salvadora. E ela é, já que as três crianças (inclusive Judith, que achamos estar morta) são apaixonadas por ela. Adorei este retorno de Carol ao grupo, espero que ela não seja mais tão impulsiva assim.

carl

Na semana passada tivemos um overview sobre como foi a fuga de Rick, Carl e Michonne. Ainda bem que os três se encontraram e que Rick não morreu e que Carl, bom, ainda bem nada de Carl. O menino está chato, adolescente reclamão e revoltado que irrita todo mundo. Vamos ver se ao lado de Michonne ele vai colocar essa banca toda que coloca com o pai. Torcendo para chegar semana que vem logo, para ver o que aconteceu após o encontro deles.

daryl e betty

Daryl e Beth foi a parte mais boring do episódio. Quer dizer, Daryl nunca é chato, claro, mas deixar ele perdido no mundo com a personagem mais chatinha é um problema hein Kirkman? Como disse o Panda na hora em que estávamos assistindo o episódio, foi como se tivesse deixado o bardo e o ranger juntos – gente, #peloamordedeus, não tem como ser divertido assim. Mas enfim, Daryl está visivelmente irritado com a situação de Beth que só reclama, se desespera e chora o tempo todo. Pausa para o choro dela na beira dos trilhos do trem para uma bota que não pertencia a ninguém que ela conhece. Ok, espero apenas que eles virem para o outro lado dos trilhos, porque Daryl estava, claramente, indo para o lado errado.

maggie

Enquanto isso, pelos meios da floresta, Maggie e os outros dois que sempre esqueço o nome, tentam encontrar o ônibus onde deveria estar Glenn. Então começa a rolar uma sucessão de acontecimentos sem fundamento. Só sobraram os três e a mulher ainda está revoltada com o cara por conta de uma coisa que rolou antes da batalha e tudo mais acontecer – gente, vamos trabalhar a superação? Maggie quer porque quer entrar no tal ônibus da prisão que estava abandonado no meio da estrada, cheio de zumbis. Ela quer achar Glenn e acha que ele pode estar zumbizado ali também.

Então, espertamente, ela combina com os dois companheiros, que eles abram a porta para sair um zumbi por vez, porque sim, eles são zumbis super organizados e educados. Não Maggie! Não. Os dois primeiros até são zumbis de Harvard e saem tranquilamente, cada um em seu momento, mas os demais são zumbis do gueto e ignoram o plano de Maggie. Ok, eles matam todo mundo, Maggie quase tem um ataque e depois de descobrir que Glenn não estava ali, começa a chorar e rir descontroladamente. Coisas de Maggie mesmo.

glenn

Depois de quase nos matar do coração quando pensamos que Maggie havia assassinado seu namorado-zumbi, eis que aparece Glenn acordando em meio a zumbis esfomeados na prisão. Ele então se dá conta de que todo mundo meteu o pé e que então, precisa correr atrás para encontrar Maggie. Ele então se prepara, pega o básico e encontra com a moçoila aí da imagem acima (esqueci o nome dela também). Eles então, juntos, ela ainda embasbacada e ele determinadíssimo, saem da prisão e caem na estrada.

Depois de um tempinho de caminhada, eles conversam, conversam e ela toca no assunto do velhinho que o governador matou. Glenn então se surpreende, ele não sabia que o sogro estava morto. Neste momento vemos como o personagem cresceu na história, Glenn não é mais um rapaz imaturo. Ele agora é um guerreiro determinado a conquistar seus objetivos – neste caso: encontrar Maggie. E eis que, depois de um pequeno ataque de zumbis…

viloes

Esse povo da imagem acima surge. Quem são eles? Seriam os novos vilões? Seriam partidários do governador? Seriam da tal cidade que tem proteção para todos os sobreviventes? Seriam apenas pessoas que estão por aí sobrevivendo e criaram então uma vibe de guerrilheiros? O que está prestes a acontecer? Essas e outras respostas, sei lá quando né? Porque Kirkman é uma pessoa confusa e pode deixar que isso tudo se responda só na próxima temporada, no final deste ano. #tomaraquenao

Cris Siqueira
por

Cris Siqueira

Nerd, administradora, RPGista, apaixonada por gastronomia, curiosa sobre todos os assuntos e acha que Darth Vader é Deus. Gasta seus “bons tempos” escrevendo, lendo, vendo seriados e viajando. Reza todos os dias para tirar sempre 20 nos dados e nunca morrer no meio de uma batalha!

Recomendamos para você